Reflexões relativas às perspectivas

Reflexões relativas às perspectivas

Reflexões relativas às perspectivas

Hoje, segundo domingo de Maio, foi denominado dia das mães. Por ser o dia dos pais todos os dias, me veio à ideia de que toda alusão a respeito de qualquer informação depende da perspectiva, ou, ponto de vista que cada indivíduo assume.

Como uma ideia puxa outra relativa a esse enfoque mental a respeito das perspectivas,  me veio como pensamento o efeito que as diferentes perspectivas podem fazer diante de uma mesma informação que proceda de diferentes indivíduos.

 Comecei a pensar nas  Escrituras denominadas  de Sagradas, relativas à qualquer  filosofia ou religião, que tenha sido escrita por diferentes indivíduos. De todas as escrituras a que mais manuseei, foi a Bíblia Sagrada, onde se encontram os Evangelhos, e onde se constata que eles apenas coincidem em 40% em seus conteúdos, devido ao tipo de entendimento, compreensão e percepção para Conscientização de cada escrevente. Considerei também os diferentes livros do Velho Testamento, e depois o Alcorão, o Sufismo como sendo a parte espiritual do Islã, as ideias de Buda, o sugerido “Diálogo entre Jesus e Buda”, fruto da imaginação criativa do autor do livreto, O Tao, a Huna  como o  Código de ética mais antigo de todos.

Milhares de pessoas são direcionadas a ler somente um mesmo Novo Testamento, e cada indivíduo pode entrar em contato com as informações que são lidas, e que podem proceder de diferentes tradutores. Grupos organizados podem escolhem um tradutor e seus adeptos leem com mais ou menos atenção e concentração, e podem formar ideias/pensamentos/conclusões em função do seu próprio entendimento compreensão percepção e conscientização.

Uma vez que ideias e pensamentos formados sob uma só perspectiva são aceitos como verdade, tornam-se Crenças, que associadas à uma Fé, geram convicções. Convicções associadas à Ignorância geram fanatismo e as consequências do ódio entre facções.

Diálogos podem acontecer entre indivíduos de nível intelectual aproximado, que já tenham desenvolvido pensamento direto concreto e objetivo e possam passar para o nível de abstrações. apesar de suas possíveis convicções.

Quando as convicções são baseadas apenas em informações, fica mais difícil chegar a conclusões  harmônicas. Quando o diálogo é feito entre duas pessoas que tenham o mesmo nível de conhecimento, o qual é devido a experiências cujos resultados são eficientes e úteis, o que está muito além de simples informação, pode haver harmonia nas conclusões.

Ocorre que dificilmente dois indivíduos que tenham atingido as condições básicas de intelectualidade, tenham o mesmo nível de informações e de conhecimento que permitam uma maior abertura para novas ideias e pensamentos relativos ao assunto, fato esse que só ocorre quando não se fixam em uma só perspectiva, principalmente quando se trata de assuntos subjetivos sem condição de objetividade.

Por essas razões há pelo menos 2.000 seitas dentro da perspectiva cristã, as facções do Islã, as seitas Budista, Xintoístas, Tauistas, Sufista, nas prateleiras que alimentam o mercado religioso.

 
Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.

Postado em : Reflexões

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.