Reflexões no Sábado

Reflexões no Sábado

Reflexões no Sábado

Estive pensando nas experiências pelas quais passei e resolvi reajustar as convicções. Em primeiro lugar, aquilo em que nós realmente acreditamos, é o que vem da experiência pessoal e que tenha resultados eficientes.

Alguns poucos são capazes de se erguer por si mesmos com coragem de realizar um estudo daquilo que parece ser contrário às crenças sejam religiosas ou psicológicas predominantes como “politicamente corretas”.

Erguer-se para estudar mais a fundo os resultados de experiências pessoais não compromete ninguém. O que compromete é falar do que se percebe sem antes observar que tipo de Consciência está como interlocutor.

Quando jovem, ainda estudando no Colégio Batista Brasileiro, representamos junto a outros da classe o Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, que já havia percebido essa realidade por volta do ano de 1.500 d.C. A mensagem de Gil Vicente foi: “Todo mundo gosta da mentira, mas ninguém gosta da verdade”. Naquele tempo já havia um tipo de realeza e sua corte política. Hoje há vários focos de poder, cada qual com sua corte “politicamente correta”.

Voltando para a política religiosa, por exemplo, foi possível observar à tarde, nos últimos dias de fevereiro e no princípio de março de 99, uma conjunção de planetas que só se repete de 2.000 em 2.000 anos segundo os astrônomos, e vista do lado oeste, em 02 de março, as 8h00 da noite, num angulo de 25° para cima do plano horizontal, no céu de Atibaia.

Os planetas refletem a luz do Sol, e os dois alinhados no mesmo plano e quase na mesma direção, “parecem uma só grande estrela”. Há dois mil anos atrás o fenômeno ocorreu, coincidindo com o nascimento do menino Jesus. Que acontecimento será relacionado modernamente com a “estrela” vista dos Meridianos de Belém da Palestina até Belém do Pará?

Sendo a Religião a institucionalização da existência de Deus, e ainda da possibilidade de relacionamento com Ele, a grande maioria torna-se mentalmente congelada no molde de normas, princípios, dogmas e ritos de algum Sistema Organizado de forma arbitrária.

Os teólogos de mais nome que conheci se preocupam sempre em atribuir a Deus uma personalidade, qualidades e características bem como somar hipóteses a respeito de seus negócios, planos, desejos e vontades, condicionando o Espírito de Deus ao espaço, ao tempo, e a causalidade, o que agrada aos pensadores diretos, objetivos e realistas, que são a parcela materialmente bem-sucedida nos auditórios das grandes religiões, apesar da predominância do que seja lógico, razoável, mas pouco provável.

Outros indivíduos acrescentam um ponto de vista dito científico, e somando tudo, estão como cegos e até mesmo antagonistas a tudo que não esteja de acordo com a crença estabelecida como ciência, e as vantagens já obtidas com o que está em curso.

Quem sabe um meio termo ajusta o equilíbrio.

Segundo o que dita a psicologia profunda temos três aspectos a ser observados na nossa Consciência: Subconsciente, Consciente e Supraconsciente. Cada aspecto da consciência tem seu campo de energia (espírito) próprio a ser desenvolvido.

O aspecto Subconsciente é o campo de energia que atua nos neurônios, como a energia elétrica atua nos chips do PC, imprimindo e armazenando as informações dirigidas pelo Consciente. Ele está ligado com a energia vital que procede do corpo, e reage com as emoções. É um nível de consciência atuando sobre o que se conceitua como matéria.

O aspecto Consciente é o nível de Consciência que pode ser lógico, racional e analítico, realiza as percepções, orienta a imaginação e pode arrazoar utilizando-se das informações cedidas pelo Subconsciente. É um campo de energia de mais alta frequência que o anterior, um nível de consciência mais elevado, porém com menor potencial que o Subconsciente, que caracteriza o ser humano, o “homem carnal” segundo Paulo, e é o que orienta o Subconsciente como um pai orienta uma criança. A Integração dos dois é denominada Ego, que é forte se a Integração for harmônica e perfeita.

O Supraconsciente, um nível superior de consciência, pode se manifestar naqueles que ainda ouvem as advertências da voz interna que adverte a respeito de pensamentos e intenções de ações fora da ética, fora do respeito aos demais semelhantes. Ele se manifesta como o Pai que orienta o filho em relação ao aspecto Consciente, o Pai (Eu) que em mim (Ego) opera as obras. Não interfere na vida diária a não ser que seja solicitado. A solicitação é a prece introspectiva, daí o “viva em oração”, segundo Jesus.

Sempre é bom lembrar que se denomina Mente à porção da Consciência que faz a focalização adequada para que o cérebro receba as informações que, provenientes do exterior, sejam percebidas e registradas, bem como depois sejam revividas na memória e associadas na elaboração dos pensamentos.

Nos três aspectos da Consciência se manifesta a Trindade em nós, que fomos criados a imagem e semelhança do Criador. A evolução consiste em harmonizar os três aspectos, ou, Eus integrados, pois o Supraconsciente é o aspecto que permite que o conjunto se sintonize com o Espírito Santo de Deus.

Para que uma prece seja eficiente é preciso que o caminho esteja limpo de pecados. Como?  ”Ama a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”. Sem ofensas, injúrias e prejuízos causados a terceiros, e Servindo para merecer.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.
Qualquer questionamento sempre será bem recebido e respondido.

Postado em : Deus, Fé, Crenças, Religião e Política

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.