Pequenos deuses – 1

Pequenos deuses – 1

Os pequenos deuses e os filhos do Altíssimo

Salmo 82

 Hoje, 30/05/17- estou pensando nos dizeres do Salmo 82, verso 6, segundo a tradução de João Ferreira de Almeida, onde está escrito: “Eu disse, vós sois deuses, e vós outros são todos filhos do Altíssimo”. Verso 7: ”Todavia, como Homens morrereis como qualquer dos príncipes”.

Entendo que todos são filhos do Altíssimo, mas que alguns são pequenos deuses, no entanto todos podem ter a chance de se tornarem pequenos deuses.

O que seria um pequeno deus? Podemos observar que na humanidade há pessoas que tem Consciência de que são capazes de, por uma focalização mental adequada, mover uma forma de energia, que quando aplicada com intenção, pode se tornar uma força, a qual pode produzir efeitos objetivos, ou, subjetivos intencionados, sejam em minerais, vegetais, ou em animais em qualquer estágio de desenvolvimento de Sistema Nervoso, e ou Psiquismo.

Há pequenos deuses que podem interferir nas forças da Natureza, como parar o vento, ou fazer vir o vento com todas as demais consequências como afastar as nuvens, ou, fazer virem as nuvens e precipitar as chuvas. Também amainar os ventos e a agitação das águas que estão no estado líquido.

O Senhor Jesus confirma os dizeres do Salmo 82, como está em João, Capítulo 10, versos de 34 até 38. Para serem lidos com atenção e a mente aberta.Depois leiam em João, Capítulo 14 e verso 12, onde está claro que todos os filhos do Altíssimo “podem fazer as coisas que Eu faço, e coisas maiores do que essas farão”.

O Senhor Jesus passou dois níveis de doutrinas, uma as parábolas e o Sermão do Monte. Outra em reservado aos discípulos, da qual resultou que alguns deles, não todos, fizeram milagres. Onde foram escritas estas instruções? Se elas foram escritas, onde estão? Quem montou a Bíblia, as excluiu? Isso não impediu que o Espírito Santo de Deus revelasse o caminho a quem pediu e se esforçou por encontrar através da Ciência.

A Ciência desvenda os caminhos da Evolução dos seres vivos, tanto no plano material, como no plano Psíquico, denominado na antiguidade de Espiritual. O Homem é que focaliza de uma maneira ou de outra, de acordo com seu próprio nível de evolução de Conscientização, que determina o seu nível de Realidades Interiores, e sua maneira de comunicação com as realidades exteriores.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.

Postado em : Ciência e Religião

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.