O impasse de uma freira

O impasse de uma freira

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

O impasse de uma freira

Novamente voltado à lembranças de ocorrências com religiosas.
O que me marcou foi o fato de que de repente me vi confessor de muitas e naturalmente guardo reserva, No entanto há alguns absurdos relativos à imposição de crenças e convicções que geram fanatismo que comento sem mencionar quando nem onde.

Uma religiosa, irmã de caridade, encarregada de um aparelho de R-X em um hospital me procurou em particular para que eu a ajudasse em um impasse.

Trabalhava há muito tempo com R-X e apareceram sintomas que permitiram revelar alterações em sua saúde. Apresentou-se à Superiora e solicitou licença para deixar a sala de R-X e se tratar.

A Superiora respondeu que ela estava casada com Cristo e que deveria permanecer no trabalho do hospital, e se conformar em morrer pela “causa”.

A religiosa em dúvida quanto a isso, e na certa me considerando uma autoridade em religião, por alguma suposição dela mesma, me pediu uma orientação.

Lhe disse que crenças limitantes e baseadas em pressuposições improváveis, associadas à falta de bom senso, criam realidade pessoais deturpadas, ou ainda, a certeza de ter que colocar um substituto pago no lugar de uma voluntária, ocasionaram a afirmação que ela ouvira.

Você tem parentes que a sustentem? R- Sim. Então devolva à superiora os pertences da Ordem, pegue sua roupa e vá para a casa dos que a amam e busque tratamento. Ao entregar para a Superiora o material, diga a ela que ela também se casou com Cristo e ela poderá ir trabalhar no seu lugar.

A religiosa entendeu e me agradeceu. O resultado disso não sei, como não sei de outros aconselhamentos, e nem mesmo fico sabendo do resultado de recuperação de saúde das pessoas senão anos depois, através de comentários de terceiros.

[/vc_column_text][vc_separator color="grey" align="align_center" style="dashed"][/vc_column][/vc_row][vc_row full_width="" parallax="" parallax_image=""][vc_column width="1/1"][/vc_column][/vc_row]

cabecalho

Postado em : Relatos de ações psíquicas

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.