Introdução ao Treinamento com Psicotecnologia

Introdução ao Treinamento com Psicotecnologia

Introdução ao Treinamento com Psicotecnologia

Vivemos em um Mundo onde há fenômenos de toda a Natureza. Um dos tipos de fenômenos que nos chamam a atenção são os fenômenos psíquicos, que se manifestam como Habilidades Psíquicas conhecidas, desde as idades mais remotas, como Magia, e ou, como Milagres, dependendo da perspectiva.

Os fenômenos causados por habilidades psíquicas podem ser percebidos como sensações subjetivas, e ou por percepções de fenômenos objetivos. Três por cento da humanidade é capaz de produzir um ou mais tipos de fenômenos psíquicos de modo natural, e esses 3% são observáveis em qualquer Cultura de qualquer Continente, ligados ou não à psicoreligiosidade.

Por chamarem a atenção, sempre há tentativas de explicação para os mesmos, e as explicações dividem os explicadores em dois grupos, que caracterizam duas linhas de pensamento:

1. A linha de pensamento místico, (Paradigma Antigo), que se caracteriza por apresentar suposições lógicas, até razoáveis, se bem que pouco prováveis.

2. A linha de experiências práticas que sendo eficiente produza resultados, os quais servem de base para uma explicação lógica, razoável e provável por experimentos. (Paradigma Moderno). 

Assim sendo toda Cultura Humana se divide em duas linhas de conduta:

1. A que passa Informações e Conceitos baseados em Informações, permitindo Erudição.

2. A que processa Experiências Práticas com resultados eficientes e passa Conhecimento. O Conhecimento gerado pelas práticas permite o desenvolvimento de uma Filosofia relativa a esse Conhecimento.

Os conceitos básicos de uma Filosofia relativa aos fenômenos podem ser exatos, ou, inexatos, depende de quem interpreta o fenômeno. Se a interpretação é de quem faz os fenômenos, ou, se a interpretação é de quem apenas os observa. Mais ainda se a interpretação mantém a linha científica, ou, se pode cair na linha de pensamentos místicos.

Resumindo, os caminhos básicos usados são dois:

1. O Filosófico que se baseia em Informações que geram Conceitos que podem ser prováveis ou não;

2. O caminho Prático que é o Experimental e se baseia em resultados eficientes, os quais servem de base para as reflexões,que podem geram Conceitos exatos por serem prováveis.

O Raciocínio Lógico Racional e Analítico é conquista de uma parcela diferenciada da Humanidade (30%), e se baseia em comparações e em Cultura como Erudição, e no Conhecimento,que sempre são Relativos ao nível de informações e de experiênciasde uma população, seja Local, Estadual, Nacional, ou Continental.

Todo raciocínio lógico racional e analítico é Linear, pois se baseia nas informações armazenadas e no conhecimento das práticas acumulados através do tempo, daí o Conceito de Linha do Tempo. Na Linha do Tempo sempre há um Histórico a ser considerado. Os dados mais antigos a respeito de Habilidades psíquicas que dispomos, estão na Tradição Oral dos Polinésios e dos Havaianos e nos Hieróglifos do Egito Antigo, que disponibilizam informações que são provavelmente oriundas das Civilizações Anteriores: Lêmure do Oceano Pacífico, e Atlante.

Pouco anterior ao Hinduísmo,há 6.000 anos passados, se deuo início da Civilização desenvolvida no Egito, supostamente oriunda dos sábios Atlantes que se salvaram do Dilúvio havido há 11.000 anos. Os Egípcios desenvolveram técnicas para obter habilidades psíquicas, baseados em conhecimentos anteriores atribuídos aos Atlantes, atingindo o auge nos tempos de Inhotep (2.800a. C.).

Temos informações a respeito de um Mago que viveu há 2.700 anos antes de Cristo, portanto, há 4.700 anos, tendo por nome Melquisedeque, Rei de Salém, localizada ao Norte de onde hoje é Israel, e que não tinha origem na genealogia citada no Gênesis.

Possivelmente vindo do Oriente, Melquizedeque deixou discípulos que fundaram a Ordem de Melquizedeque, da qual, nos anos Domine O Senhor Jesus foi o Sumo Sacerdote, antes de sair tentando reformular o Judaísmo. (Vide o Livro de Hebreus, capítulos 5 e 7).

Depois, há 4.000 anos, se iniciaram os escritos dos Sutras e os relativos à Yoga, que sugerem um Conhecimento de práticas psíquicas há mais do que 4.000 anos passados, e que com o passar do tempo foram sendo complicadas com conceitos espirituais, e que deram origem ao Hinduísmo, e posteriormente ao Budismo (600 a. C.) com a filosofia e as práticas sugeridas por Gautama. Há 6 níveis de Yoga, e a formação, devido as teorias espirituais intercaladas com a psicotecnologia, pode levar 8 anos.

600 anos depois de Gautama o Buda, temos o advento de Jesus, Sumo Sacerdote da ordem de Melquizedeque, que demonstrou habilidades psíquicas como um Mestre, e depois iniciou a pregação de ensinamentos conhecidos como os Evangelhos, os quais foram posteriormente convertidos em Filosofia de Vida Cristã pelos escritos do Apóstolo Paulo, Filósofo, e adepto ao cristianismo. A Lei Áurea dos Evangelhos de Jesus é similar às bases do Código Huna, da tradição Oral dos polinésios e havaianos.

No oriente Médio os conhecimentos chegados a partir da Índia desde há 4.000 anos deram origem às práticas psíquicas que ficaram restritas aos Sheiques e Emires, e suas famílias, e a uma filosofia espiritualista que se denominou Sufismo.Hoje é a porção espiritual do Islamismo, introduzido por Maomé 600 anos depois de Cristo.

A Espiritualidade do Sufismo faz contraposição às ações guerreiras, próprias das facções políticas que usam as populações ignorantes como massa de manobras. Somam a Fé em Maomé às Crenças baseadas no Alcorão, e geram as convicções do Islã xiita.

Basicamente, através da história, na Linha do Tempo, seja na Antiguidade, até na Modernidade, com ou sem psicorreligiosidade, as ações psíquicas são sempre as mesmas em qualquer Cultura, sendo que as mais comuns são as transferências de energia por enfoque mental adequado, e com resultados objetivos, sobre minerais, vegetais, animais e pessoas, bem como influências subjetivas nas pessoas e nos animais, e mais raramente influências sobre as forças da Natureza.

Também há as comunicações subjetivas entre cérebros conhecidas como telepatia, vidência e clarividência. Os mais avançados percebem os problemas e projetam soluções.

Há os psíquicos que já nascem com circuitos neurológicos adequados que permitem os enfoques mentais que resultam em ações psíquicas, e são na média 3% da humanidade.

Há os que através de exercícios mentais persistentes, desenvolvem os circuitos neurológicos necessários por neuroplastia, e assim passam a ter habilidades psíquicas.Devemos considerar também os que nascem com os circuitos neurológicos adequados, mas que não aprenderam a usá-los, e que com um treinamento adequado, os tornam funcionais.

A formação de “curadores” pode ser feita em 16 horas e a dos Telepatas em mais 16 horas. Com 32 horas certamente há aumento de até 25% no QI, no QE, e no QS.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.
Qualquer questionamento sempre será bem recebido e respondido.

Postado em : Treinamentos

2 Comentários


    • Sara Faria
    • abril 25, 2017
    • Responder
    • Cancelar resposta

    Boa noite, sou universitária e estou realizando um trabalho sobre psicotecnologias e gostava de perceber melhor este conceito, será que me podia dar uma breve explicação? Ficaria muito grata!

      • Alberto Barbosa Pinto Dias
      • maio 31, 2017
      • Responder
      • Cancelar resposta

      será que o que?

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.