06º – Histórico e Teoria Relativa às Ações Psíquicas

06º – Histórico e Teoria Relativa às Ações Psíquicas

06º – Histórico e Teoria Relativa às Ações Psíquicas

Como Funciona a Metodologia Para Desenvolver Habilidades Psíquicas?

Para entender como funciona a Metodologia é preciso entender sobre o que ela vai agir: O Homem. Ele tem um Físico e Uma Consciência que controla as ações do Físico através de uma alidade (ferramenta) denominada Mente. A Mente é um prolongamento da Consciência que se destina a fazer Enfoques no Cérebro. Os Enfoques Mentais podem ser Objetivos, ou, Subjetivos.

Os Enfoques Objetivos são o resultado de uma realização mental relativa aos pontos de referência que se instalam no Cérebro, quando as informações procedentes do meio ambiente, chegam ao mesmo através dos Órgãos dos sentidos. Cada um dos órgãos dos sentidos tem conexões com uma determinada Área Sensorial do Córtex Cerebral. Cada Área Sensorial do Cérebro relativa a cada um dos sentidos tem três Zonas diferenciadas. Consideramos a 1ª Zona como sendo a porção da Área Sensorial que tem contacto com as terminações nervosas dos circuitos neurológicos que procedem de um órgão dos sentidos. Nessa 1ª Zona temos as percepções primárias, como por exemplo, na Área da Visão, percebemos luz, ou sombra, cores e suas nuances. Essas sensações primárias chegam a uma 2ª Zona denominada de Zona de Percepção Psíquica onde se compõe uma imagem definida, colorida ou não, através de neurônios de associação das zonas em cada área. As imagens definidas na Zona Psicovisual, passam para uma 3ª Zona denominada Gnósica em que é armazenada em cristais de proteína nova, construídos a partir da orientação de moléculas de RNA sensibilizados e modificados pela energia eletroquímica que acompanha a imagem.

Enfoques Subjetivos – Quando a Consciência quer reproduzir uma imagem, evocada pela lembrança, o enfoque mental adequado faz vibrar os cristais de proteína que encerram o código da imagem. Como a imagem está codificada em cristais que se encontram em milhares de neurônios da Zona Gnósica na Área da Visão, o cérebro reproduz na Consciência uma Imagem Holográfica que é tridimensional porque em cada ponto (cristal de proteína) há uma imagem completa. A Zona Gnósica faz parte do Banco de Memória que, estando inativo é denominado subconsciente. Ativado, traz o que está armazenado ao nível Consciente da Consciência através da Zona Psicovisual. O mesmo se faz nas Áreas dos demais sentidos, Tacto, Audição, Olfação e Gustação, atuando em suas três zonas. Tudo o que está armazenado nas diferentes Zonas Gnósicas, perfaz o que entendemos por Subconsciente. O Subconsciente faz parte do Eu Básico, um dos Self, um dos aspectos da Consciência.

Cada imagem ou símbolo gravado, memorizado, em qualquer uma das zonas, passa a ser um Ponto de Referência Subjetivo, ou, Ideia, na medida em que é evocado pela lembrança. A associação dos pontos de referência para elaboração de pensamentos é feita na Área Frontal do Cérebro, bem como a associação de pensamentos. Quando desejamos trabalhar com Enfoques Mentais Subjetivos em estado de concentração, fazemos a introspecção, isto é, voltamos toda atenção para o nosso Interior Consciente, em um processo denominado reflexão, facilitando a ordenação dos pontos de referência (ideias) e, facilitando a ordenação dos pensamentos. Uma vez ordenadas todas as ideias que correspondam a informações antigas e novas, e os pensamentos, podemos analisar. Da análise resultam os questionamentos e as Intuições Heurísticas como resposta. Se uma pessoa tem dificuldades em memorizar os pontos de referência, ou, ideias e, os pensamentos, não têm como fazer reflexão para ordenação, análise e questionamentos, mas pode ter intuições por captação de informações procedentes de outros cérebros. Este último tipo de Intuições é mais comum nas pessoas não intelectualizadas com facilidade para imaginação.

O cérebro funciona como um computador onde os milhões de Neurônios funcionam como Chips. Desde que nascemos a Consciência instala Softs que permitem que a mesma funcione em diferentes circuitos neurológicos que se tornam progressivamente mais complexos com o avançar da idade, com o acúmulo de dados e informações, e com o treino de processamento lógico e racional de modo linear no hemisfério esquerdo, fazendo abstrações com alterações de perspectivas e entendimento quando associado com as imaginações no hemisfério direito. Tudo isso é possível porque a Nossa Consciência, nosso SELF, tem três aspectos. O Eu Básico que é o aspecto da Consciência ligado com o Físico e todas as suas funções fisiológicas. O Eu Superior que é o aspecto da Consciência ligado à sintonia e percepção de todas as frequências vibratórias que estão além da terceira dimensão e escapam aos sentidos físicos e à aparelhagem dos Físicos. O EU Médio que é o aspecto da Consciência denominado Consciente, que pode ter a percepção da existência dos outros dois Eus. Alberto Dias.

apresentacao

 

Postado em : Histórico e Teoria

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.