01º – Histórico e Teoria Relativa às Ações Psíquicas

01º – Histórico e Teoria Relativa às Ações Psíquicas

01º – Histórico e Teoria Relativa às Ações Psíquicas

O Senhor Professor Henrique Araújo me escreveu convidando, há algum tempo, para uma troca de idéias a respeito do Tema Espiritualidade. Esclareceu que a iniciativa partiu de alguns ex-alunos do educandário Colégio Rio Branco. Não há assunto que eu mais goste de ler, ouvir e refletir. Sinto-me honrado com tal convite. Apesar de estar bem de memória, raciocínio lógico e capacidade de análise para discernir o que é provável do que seja pouco provável e mesmo improvável, não sei se estarei fisicamente apto para uma presença em qualquer horário do dia em que o evento for marcado. Por essa razão inicio minha colaboração apresentando alguns enfoques sob algumas perspectivas para que considerem antes de qualquer discussão.Aceito questionamentos.

Não há dois cérebros com o mesmo conteúdo informático. Se houver, dificilmente terão a mesma capacidade de memória, de lembrar esse conteúdo na totalidade no momento da troca de idéias. As pessoas dificilmente terão processado com antecedência toda reflexão necessária para ordenar as idéias e pensamentos, relativos a esse Tema de modo lógico e razoável. Assim sendo todos os participantes terão razões para apresentar de modo lógico e razoável, mas poderão ser pouco prováveis por se tratar de assunto subjetivo.Todas as razões que possam ser apresentadas admitem outra no sentido contrário, resultando em um número infindável de abstrações por parte de quem tenha capacidade e predominância de pensamento do tipo abstrato. É preciso estabelecer conceitos básicos e regras de conduta que sejam aceitáveis por todos, mas o melhor seria que todos tivessem conhecimento através dos resultados de exercícios adequados ao desenvolvimento psíquico.

A palavra Espiritualidade é relativa à palavra Espírito. A palavra Espírito era usada na antiguidade para definir o Agente de algum tipo de ação subjetiva com resultados subjetivos e ou objetivos. Se a ação era de boa índole a palavra Espírito era substituída por Virtude, relativoà Poder. Com a introdução da palavra Energia, há aproximadamente 400 anos para uso da Ciência, podemos verificar que as três palavras têm o mesmo sentido e finalidade. Todas indicam um princípio de ação que pode produzir movimento ou alteração na forma, ou na estrutura da matéria em qualquer de seus níveis, molecular, atômico ou ainda subatômico. O uso da palavra Espírito predomina nos meios Místicos e o uso da palavra Energia nos Meios Científicos.

Entendemos por Místico todo Indivíduo que trabalha mentalmente de modo lógico e até razoável, se bem que pouco provável, pois seus esclarecimentos se baseiam em Crenças, ou, suposições baseadas em pressuposições. Entendemos por Cientista toda pessoa que trabalhe mentalmente de modo lógico e razoável baseado em dados e informações retirados do resultado de uma ou mais experiências eficientes.

Assim sendo podemos entender que a palavra Espiritualidade é um símbolo associado com o conceito de ação subjetiva, onde há mobilização de Energia de altíssimas freqüências vibratórias, que estão muito além das freqüências vibratórias dos Raios Cósmicos, mas que, por alguma razão a ser considerada, podem produzir efeitos subjetivos no psiquismo dos indivíduos, e mesmo efeitos objetivos na matéria. Temos que considerar que,qualquer ação relativa ao conceito de Espiritualidade está relacionada com o Ser Humano, e podemos observar que, para que a ação resulte dentro deste conceito é necessária a presença de uma Consciência, de uma Substância agente e, de uma Força que aplicada tenha um resultado. Esse resultado pode ser objetivo, ou, subjetivo como alguma “sensação”, mas sempre de acordo com a Intenção de uma Consciência.

Consciência. Dizemos que um Sistema tem Consciência quando, ao receber um dado ou uma informação, decodifica e percebe o significado da mesma. Se o Sistema Consciente tem um nível mínimo de Inteligência, pode devolver a informação exatamente como recebeu, sem distorções. Um Sistema Consciente que é Inteligente e exerce Vontade produzindo ações, só o faz se for um Campo de Energia. Então podemos raciocinar que uma Consciência é um Campo de Energia com certo nível de Inteligência que tem e exerce Vontade.

Somos Seres Vivos denominados Humanos. Somos seres vivos que têm capacidade reprodutiva e Consciência de Existir, a qual tem qualidade de ser Inteligente e de exercer Vontade. Manifestamos nossa inteligência e nossa vontade através dos Enfoques Mentais que fazemos em um Cérebro. Assim sendo, a Mente é uma alidade, um prolongamento da Consciência que funciona como uma ferramenta que permite fazer os enfoques Mentais, ou, Focalização. Cada enfoque mental pode ser denominado Idéia e a associação das Idéias produz um ou mais Pensamentos.

Os pensamentos podem ser verbalizados se já dispomos dos símbolos de comunicação que são as palavras, mas os pensamentos podem ser sintetizados em uma Imagem, assim sendo, inversamente, uma Imagem pode ser descrita mal e mal por verbalização. A comunicação entre dois ou mais cérebros, e consequentemente entre duas ou mais Consciências, pode ser feita objetivamente pela linguagem, ou, subjetivamente entre cérebros pela transmissão de imagens. Também nos comunicamos por gestos e atitudes além das palavras,que são símbolos a seremdecodificados e percebidos, e que resultam em pensamentos como reação subjetiva inicial. Há símbolos menos perceptíveis nas contraturas musculares faciais que podem ser inconscientes em quem os produz.

Toda comunicação subjetiva que é feita entre cérebros, o é através da troca de ondas de energia de alta frequência vibratória, Energia Quântica modificada pela Intenção, que afetam as Áreas Sensoriais existentes em um cérebro normal. Assim é possível a troca de idéias, pensamentos, informações, visuais, auditivas, sensoriais tácteis, olfativas e gustativas de modo subjetivo. A energia quântica tem duas mãos em uma mesma direção e a troca de informações é possível quando há sintonia que resulta da harmonia entre Consciências, que disponham de cérebros na mesma freqüência de pulsação eletroquímica.

Temos três níveis possíveis de Consciência:- 1- Há um nível de Consciência que permite a comunicação objetiva entre nossa Consciência e o meio ambiente com tudo o que há nele no sentido material. 2- Há um nível de Consciência que permite fazer enfoques subjetivos relativos a diferentes frequências de energia, e projetar energia para o meio ambiente, canalizandopara os objetos que há no mesmo, havendo alguma Intenção de finalidade. 3 – Um nível de Consciência que permite fazer sintonia com outros cérebros, recebendo ou transmitindo informações. As habilidades psíquicas decorrentes destes dois últimos Níveis de Consciência podem ser confundidas com Espiritualidade. Professor. Alberto B. P. Dias. Bach. Lic. Esp.USP-55.

apresentacao

Postado em : Histórico e Teoria

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.