02º – Histórico e Teoria Relativa às Ações Psíquicas

02º – Histórico e Teoria Relativa às Ações Psíquicas

02º – Histórico e Teoria Relativa às Ações Psíquicas

Habilidades Psíquicas e Espiritualidade

As Habilidades Psíquicas, também conhecidas como Pequena Magia, podem ser resumidas em projeção psíquica de energia quântica por enfoque mental adequado para ajudar doentes e enfermos, para influir sobre animais e plantas, e ainda sobre protozoários bactérias e vírus. Também são de pequena magia os fenômenos de percepção psíquica conhecidos como Vidência, Clarividência e Telepatia.

São conhecidas como Grande Magia quando a energia é direcionada mentalmente para influir sobre as forças da Natureza, principalmente sobre o Ar, modificando o rumo e a velocidade dos ventos, produzindo ou acalmando as ondas na superfície dos líquidos, sobre a dispersão das nuvens, ou ainda na condensação do vapor de água produzindo chuvas. Oito são os poderes do Homem sob o ponto de vista do psiquismo e das habilidades psíquicas.

Essas faculdades são absolutamente naturais e, são existentes segundo a tradição oral dos havaianos, há mais do que 11.000 anos, bem como suas práticas mentais passadas de pais para filhos mais sensíveis. Elas sãodevido à existência de circuitos neurológicos já existentes no cérebro a partir de certo momento na Evolução do Homem, e podem ser simplesmente ativados, ou, criados pela neuroplastia, isto diante da insistência em fazer exercícios mentais em nível subjetivo, porem de modo introspectivo. (“Vivei em Oração”, J. C.)

O rótulo Magia foi modificado a partir de uma época em que as Habilidades Psíquicas foram associadas, equivocadamente, à “Religiosidade com Espiritualidade”,e seus efeitos foram denominados de Milagres.

O Conceito de Espiritualidade é relativo às intenções e atitudes de um Homem.Podemos dizer que um Homem é Espiritual quando vive e usa suas habilidades psíquicas de modo criativo e construtivo, como se supõe que a Divindade seja, é honesto, puro, limpo, positivo e bom como deve ser em relação aos seus semelhantes. Há Homens com Espiritualidade, mas que não apresentam Habilidades Psíquicas, econstituem a maioria. Em relação às Habilidades Psíquicas que ele seja capaz de promover, o Homem pode ser Espiritual ou não, pois pode haver maldade nas atitudes e nas ações objetivas e subjetivas. Assim sendo, a característica da Espiritualidade é a boa intenção nas boas atitudes, nas ações objetivas e nas ações subjetivas, em que há movimentação de energia quântica por enfoques mentais adequados por uma Consciência, que trabalha objetiva e subjetivamente de modo construtivo e criativo e com amor ao próximo. (“Boas Obras”, ou, “Arvore que produz bons frutos” J. C.).

As habilidades psíquicas são conhecidas em todos os grupos culturais do Globo Terrestre. Em todas as Culturas a maioria das pessoas atua apenas no primeiro nível de Consciência comum a todos, no relacionamento do indivíduo com o meio ambiente. Alguns talvez 3% atuam naturalmente no primeiro nível de Consciência e no segundo nível onde há possibilidade de projeção de energia psíquica. Outros 3% atuam no primeiro nível e no terceiro onde se faz comunicação subjetiva. Menos do que 3% atuam nos três níveis de consciência de modo natural, pois há os que percebem subjetivamente as causas dos problemas, e projetam energia por enfoque mental adequado para solucionar. Todos os níveis de Consciência funcionam em diferentes níveis de freqüências vibratórias, ou, em “diferentes dimensões” da Escala Universal de Energia Vibratória.

Nos diferentes grupos culturais há o desenvolvimento de diferentes atitudes psico-religiosas. Há uma tendência natural de os indivíduos associarem a sua vida psíquica com a existência de outros seres nesse seu “mundo psíquico”. Sendo assim, é possível imaginar que alguns Humanos, em suas atuações psíquicas, sejam privilegiados pela ajuda de outros seres nesses planos subjetivos. Igualmente há a sugestão de possibilidade de que haja seres na “dimensão espiritual” que possam prejudicar os seres humanos. Essas idéias sugerem uma associação entre as habilidades psíquicas com a psico-religiosidade. No entanto, observamos habilidades psíquicas em diferentes indivíduos de diferentes psico-religiosidades, e mesmo em indivíduos sem nenhuma religiosidade.

Assim sendo, podemos concluir que as habilidades psíquicas são uma condição natural do Homem em Evolução, e apenas dependem de circuitos neurológicos preexistentes e ativos, ou a serem ativados por exercícios, ou ainda, novos circuitos cerebrais criados por Neuroplasticidade. Nada têm a haver com qualquer religião alem das Coincidências nas pessoas atuantes em religiões que aceitam esse tipo de atividade mental. Há religiões que impedem com suas crenças limitantes.

Observação- Alan Kardec, estudioso desse assunto no século XIX, não dispondo dos conhecimentos da atualidade, fez suposições e desenvolveu uma Filosofia relacionada com os fenômenos mentais e suas habilidades psíquicas, então denominadas espirituais. Essa Filosofia de vida, publicada em 1856, depois convertida em religião, aceita a existência de fenômenos dessa natureza e por essa razão, a religião derivada dessa filosofia reúne o maior número de pessoas que apresentem esses fenômenos de modo natural. Não excluímos a possibilidade das mais raras comunicações com Consciências já desprovidas de corpo físico, mas que usam alguma fonte de energia para atuar, pois Cada Consciência, como Campo de Energia, pelas Leis da Física, é relativamente eterna. No entanto a maioria dos fenômenos é de nível mental e isso exige um cérebro e uma fonte de energia que sustente a ação.

Nas demais religiões, como Sistemas Organizados de forma arbitrária com normas princípios, dogmas e ou fundamentos e rituais próprios que as caracterizem, sempre há uma hierarquia sacerdotal. É comum observar que desde a fundação da religião Católica Apostólica Romana em 256 d.C., por Ordem do Imperador Constantino, edas suas derivadas a partir da Reforma Luterana, quando um membro da hierarquia religiosa apresenta fenômenos psíquicos relativos às habilidades psíquicas, desenvolvidas a partir de exercícios de introspecção na oração, ou, na prática de rezas repetitiva, que levam a estados alterados de consciência, consideram que o fenômeno é devido à “presença de Deus”. Se for alguém de fora da congregação, consideram que os fenômenos são devidos a favorecimento do demônio.

Essa limitação no nível de Consciência da maioria dos humanos já causou os maiores problemas, pois um indivíduo sozinho pode ser ético e moral, mas agrupado, e sujeito aos interesses pessoais junto com os interesses de uma hierarquia, preocupada em manter algum tipo de poder, como grupo, altera o sentido da moral e da ética. A existência de Deus nos confere o aspecto religiosidade. O aspecto demônio conferiu ao homem criar as religiões e suas diferenças, responsáveis pelas maiores matanças entre humanos em toda História Universal.

Esse problema é devido ao fato de que pessoas que se dispõem a pertencer a uma hierarquia com posições de direção e governo, ou, de mando, são as que têm predominância de pensamentos diretos concretos e objetivos e excluem as ações subjetivas que resultem em Habilidades Psíquicas. Dificilmente toleram as que têm qualidades subjetivas. Daí as acusações falsas, as críticas acerbas e as perseguições que inclusive resultaram em morte dos mais dotados nesse aspecto. Resumindo:- Quem sabe faz.Quem não sabe quer ensinar com filosofias não pragmáticas. Quem não faz e não sabe ensinar, quer mandar. Para se livrar disso é preciso manter um Enfoque:- O que não funciona não é verdadeiro. É fantasia, e é melhor se afastar dos cultuadores da presunção.

Todas as habilidades psíquicas existem como possibilidades que o Universo oferece ao Ser Humano que evoluiu mentalmente,e descobriu como fazer Enfoques Mentais que proporcionam Projeção Sensorial Efetiva e projeção de energia quântica que atua sobre outros seres.É lógico e razoável que em algum momento na linha do tempo, líderes entendidos em habilidades psíquicas tenham sugerido condições para a ação mental correta nesses Níveis de Consciência. Surgiu assim, talvez haja mais tempo do que 11.000 anos a.C., a recomendação de que, os Seres Humanos diferenciados, mudassem padrões de comportamento e valores éticos com respeito ao semelhante, agindo com Amor Compartilhado, tendo o maior respeito à Divindade Transcendente, e por essa razão, Incognoscível. Curiosamente essas recomendações de Espiritualidade se encontram nos princípios de ação psíquica dos Magos Havaianos, que herdaram por tradição Oral dos Polinésios, e que, por sua vez, supostamente herdaram da Civilização dos habitantes da Lemuria, Continente existente antes da última Era Glacial no meio do Oceano Pacífico, e do qual restaram alguns picos de montanhas que hoje constituem as ilhas da Polinésia.

Os Princípios Básicos para as ações Mentais dos Magos Havaianos, também são encontrados como princípios básicos para as ações mentais no Egito dos tempos de Inhotep, também chamado pelos gregos, há 28 séculos a.C. de Esculápio, ou, Hermes Trimegisto. Muitos dos filósofos Gregos se aculturaram no Egito, onde alguns deles como Pitágoras se demoraram por vinte anos. Existe a suposição de que, sábios da Atlântida foram contemporâneos dos sábios da Lemuria na época da última glaciação havida por mudança do eixo da Terra, a qual foi acompanhada de grande movimentação das águas dos Oceanos, biblicamente conhecida como Dilúvio. Os sábios da Atlântida sobreviveram com seus conhecimentos e se instalaram nas margens do Rio Nilo, dando origem ao que foi a Civilização Egípcia. Os sobreviventes da Lemuria se instalaram na Polinésia e no Havaí, onde, isolados no meio do Oceano Pacífico puderam manter a Tradição Oral menos poluída, até que os Americanos do Norte aportaram. O governo dos EEUU tomou conta das Ilhas do Havaí, hoje um dos seus Estados.

Depois dos militares, junto com os administradores da colonização chegaram os religiosos para catequese, e naturalmente para afirmar que todo governo (mesmo invasor) é pela vontade de Deus.

Os fatos e as conseqüências do choque entre culturas religiosas foram estudados pelo ex-pastor batista e psicólogo Max Freedon Long. Sua maneira de perceber está exposta em seus livros editados em inglês a partir de 1937.É interessante ler o livro “Milagres da Ciência Secreta” que, mais parece um relato de surpresas.

Mais curiosa ainda é a identidade entre Os Princípios de Espiritualidade dos Magos Havaianos e a Lei Áurea que podemos encontrar nos Evangelhos do Senhor Jesus. Mudar de padrões de comportamento e valores éticos corresponde a uma “conversão”. Viver em Amor Compartilhado corresponde a “Ama ao próximo como a ti mesmo”. O maior respeito à Divindade sugerido pelos Polinésios é como “Ama a Deus sobre todas as Coisas”. Mais curioso ainda é encontrar nos hieróglifos de Inhotep (2.800 a.C.) a declaração de que Deus é Amor e depois a mesma afirmação nos Evangelhos dos discípulos do Senhor Jesus, lembrando que o mesmo esteve no Egito até os 12 anos de idade.

Como continuação, podemos voltar nossa atenção para as condições de Espiritualidade e das Habilidades Psíquicas dos seres Humanos na conjuntura moderna. Professor Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel, Licenciado, Especialista em Biologia (Fisiologia Geral e Humana), USP – 1955.

apresentacao

Postado em : Histórico e Teoria

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.