Concordâncias e Discordâncias – 6

Concordâncias e Discordâncias – 6

 Propósito de Concordâncias e Discordâncias – 6 (Folhas do Outono)

Observemos a precisão que há nos Evangelhos segundo João, capítulo 14, verso 12. É uma passagem em que João relata palavras atribuídas a Jesus:- “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em minhas palavras também fará as obras que eu faço e, as fará maiores do que estas”. Claro, direto, objetivo, sem dúvidas!

Confira isso com a idéia de Paulo:- Iª Epistola de Paulo aos de Corinto cap.2, verso quatro, onde dá a certeza de estar mostrando para nós um sinal necessário que, autentica quem discursa a respeito dos Evangelhos.

Jesus, em sua grandeza de Mestre, humildemente afirma que somos todos nós os filhos de Deus, mas estabelece em suas mensagens uma condição:- que haja Integridade de Consciência. Todos poderão apresentar o poder do Espírito Santo, quando há Integridade, Bom Senso e, se crêem nas mensagens evidentes.

A Integridade de Consciência confere Eficácia e, o Bom Senso proporciona o equilíbrio. Portanto, se cremos na mensagem de Jesus de modo correto, devemos fazer pelo menos parte do que Jesus fazia, mas aqui e agora. Jesus liderava alguns dos que o ouviam, aceitavam a mensagem e, o seguiam como discípulos neófitos e aprendizes.

 Havia dois níveis de doutrina, uma para o povo, como o Sermão do Monte e as Parábolas e, outro nível em reservado aos discípulos. A evidência desse fato é que alguns discípulos mostraram habilidades psíquicas depois de certo tempo de treinamento.

Discurso é opinião, é como vapor. Boa atitude é como água em movimento produtivo. Se a crença que temos é fruto de um ensino dado a partir de mau entendimento e má percepção da parte de nossos orientadores, nossa crença é baseada em uma filosofia de vida mal entendida.

Só por ouvir comentários, testemunhos, relato de terceiros, não se faz nada de prático daquilo que Jesus sugeriu com suas palavras e ações. Você não precisa andar sobre as águas, nem sobre o fogo, nem mesmo fazer chover, ou, parar a tempestade. Basta desenvolver o Talento da Visão e o da Transferência de Energia para poder ajudar seu semelhante doente, ou, enfermo, quando houver permissão do mesmo e, quando há o “amor compartilhado”.

Muitos dos que aceitam filosofias como bases de religião, assumem cargos de poder temporal. Nesse “status”, são leitores de passagens e de textos sagrados, ou, relatores e comentadores de uma filosofia com discursos, próprios, ou, enviados por terceiros.

Também há os comentadores dos grandes feitos do Mestre Jesus diante de uma massa que ignora a respeito das suas próprias potencialidades e possibilidades atuais e, que elas foram indicadas pelo Mestre para o aqui e agora de nossa existência.

O mesmo se pode observar em relação a outras psicofilosofias que foram convertidas em religião, onde o vulgo confunde poder temporal, consagração, comendas, pompas e circunstâncias com autoridade espiritual.

Confundem até mesmo para comandar a destruição moral dos que não sigam suas ideologias. Não fazem e não deixam fazer. São como os governos que, induzem um ensino falho, onde resultam analfabetos funcionais, servos obedientes e contribuintes, submetidos porque ignoram as potencialidades da Consciência, a inteligência e a vontade desenvolvidas.

Jesus, o Mestre revolucionário, tentou livrar os seus compatriotas do jugo dos sacerdotes de sua época, mantendo a lei e os profetas, mas reformulando o Judaísmo. Aprendamos a essência da lição do Mestre Jesus:-

Mudança de Padrões e Valores; Amor e Prece Secreta ao Pai; Amor Compartilhado entre as pessoas. Verificamos a ação dos discípulos que, desenvolveram as habilidades psíquicas e, mostraram um pálido reflexo da Divindade atribuído a cada Homem. Salmo 82: 6, confirmado em João Capitulo 10: 34, 35, 36.  
Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.

Postado em : A Propósito de Concordâncias e Discordâncias

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.