Concordâncias e Discordâncias – 5

Concordâncias e Discordâncias – 5

A Propósito de Concordâncias e Discordâncias – 5 (Folhas de Outono)

A Maturidade.- O indivíduo maduro convive com as incertezas e não necessita de suporte psicológico exógeno nesse sentido

Seu suporte é endógeno, e é o desenvolvimento da própria capacidade de ser lógico, do nível de razoabilidade e do Bom Senso.

 O indivíduo Maduro pode se libertar das garras dos dragões dos Sistemas Organizados que exploram um ou mais mitos e fundamentam crenças, mas, se ele quiser, poderão viver em harmonia, porém como indivíduo independente, nunca como sujeito.

Desejar viver livre, mas em harmonia com os demais que estão sujeitos a normas, princípios e fundamentos, deve no mínimo ser mais esclarecido para saber como ter mais compreensão e entendimento para com seus semelhantes. Esta atitude é fator de paz tanto na dimensão objetiva quanto na subjetiva.

Dependendo do tipo de temperamento e da maneira de criação, há aqueles que pela natureza amadurecem aos 21 anos quando instruídos e treinados de modo conveniente. Outros amadurecem aos 28 anos por adolescência prolongada, mas ainda é normal, e aos 35 já é tardio, aos 42, ou, aos 49 dependendo de instrução recebida e percebida, do tipo de treinamento aceito e assimilado, e da continuidade ao processo até o final da vida, investigando e alterando o conteúdo do psiquismo de acordo com o aumento do nível de informática. Podemos amadurecer mais até na hora em que a morte se aproxima.

O despertar para a visão de uma “verdade” mais abrangente, raramente ocorre depois que o indivíduo se mantem acomodado com uma rotina, seja ela de trabalho, de hábito arraigado, ou, descansando em cima das verdades relativas de uma Crença. (Hebreus. 6).

Uma alteração brusca no ambiente, nas circunstâncias, ou, uma decepção com impacto que leve às novas experiências, pode sacudir os velhos padrões e valores. O indivíduo amadurece reprogramando o cérebro cria amortecedores psicológicos, e muda em sucessivas conversões a realidade pessoal, para estar adequado e em harmonia com as novas experiências e revelações. Para isso não há limite de idade.

Mudamos quando as novas informações são entendidas, e é percebido o significado das mesmas, alterando e expandindo a consciência. Mudamos quando as novas experiências dão resultados objetivos que elucidem e mudem a nossa realidade subjetiva. Passamos a ver claramente as particularidades porque temos uma maior visão do conjunto e podemos dizer que isso é privilégio de quem observou durante meses ou anos seguidos.

Um grande problema, ou, uma grande crise, deve ser um estímulo para reação. Devemos agradecer a todas as pessoas que nos causem dificuldades e nos proporcionem a oportunidade de redimensionamentos e reavaliações, pois ser recusado para uma determinada função em um determinado meio pode ser desanimador para o perdedor, mas pode ser um estímulo para o progresso interior e evolução de um guerreiro na conquista de novos espaços de ação. Desanimar, nunca! Persistir sempre!

O amadurecimento, como tudo mais, é relativo a uma idade, uma circunstância e a uma oportunidade em um dado momento. Assim devemos ser muito mais agradecidos aos que nos favorecem com oportunidades de evolução sem nos causar problemas e ainda removendo obstáculos.

O futuro como fator de possibilidades para oportunidades é incerto, tanto para os Imaturos quanto para os Maduros, mas afeta mais os primeiros, pois os Maduros sabem conviver com as incertezas e estão mais preparados para as oportunidades.

Os Sistemas Organizados, que sejam baseados em Filosofias e que explorem o relato de experiências psíquicas relativas a terceiros, que foram havidas e percebidas em um tempo passado e distante, são inconsistentes quando fazem promessas de possibilidades como se fossem certezas, para garantia de um futuro, se seus líderes fazem discursos sem mostrar a sua própria ação equivalente. 1ª Epístola de Paulo aos de Corinto 2:4.

Geralmente os sistemas organizados em função de mitos se resumem em discursos a respeito da vida e dos grandes feitos de alguém que teve algum tipo de sucesso e deixou uma filosofia de vida para transmitir. Se nesses meios a Filosofia proposta passa a ter menos importância do que o mito que envolve o seu autor, as explorações intelectuais das imagens do mito poderão encobrir a origem e o cerne da Mensagem Principal, bem como as devidas práticas psíquicas possíveis a todos. Esse tipo de percepção molda um comportamento e uma personalidade nas lideranças em que a autoridade é baseada em pressupostos. Os pressupostos são projetados como se fossem atualidades para a realidade subjetiva da maioria dos que aceitam e atuem dentro de um Sistema assim Organizado.

Como conseqüência, observa-se muitas vezes, nos mesmos indivíduos, seja ele líder, ou, simples adepto, um tipo de comportamento quando dentro da sede do Sistema, e outros tipos de comportamento quando estão fora do Sistema que freqüentem, pois mudando de ambiente as circunstâncias solicitam mudanças de atitude e de ação. Observamos muitas vezes mudanças de personalidade, que não coadunam com as convicções expressas em discursos feitos dentro do Sistema. A Consciência é perturbada pela contradição, e o desequilíbrio na energia da Consciência aparece nos sintomas do físico.

Na política, na mística, ou, na religião, o interesse pessoal na maioria das vezes se mostra mais forte do que as pretendidas convicções filosóficas. Sempre há a persona que, como máscara, pode ser mudada de acordo com as circunstâncias e conveniências, e para tudo isso sempre há razões que possam ser apresentadas como justificativas.  Se com a evolução da mentalidade não houver as mudanças de padrões e valores que embasam o caráter do indivíduo, para que no mínimo haja Integridade de Consciência e respeito ao próximo, irá predominar a hipocrisia. Se há integridade de consciência, há firmeza de caráter, com certeza aflora a imaginação criativa, construtiva, honestidade, pureza, bondade e prudência, conforme recomendado por Paulo em Filipensis 4: 8, sempre citado, mas pouco seguido.

Fica evidente que ninguém pode viver plenamente o aqui e agora, enfrentando a cada momento as novas e diferentes dificuldades da vida, com a mente presa em fatos e experiências de terceiros, em modelos ocorridos no passado, às vezes muito distantes como dois mil anos, pois poderá se decepcionar com a fantasia elaborada em cima desses fatos, quando o enfoque for o de resolver os problemas do presente e de um futuro. O que deve ser mantido são os princípios de ética e de moral, pois estes obedecem ao bom senso há mais do que 13.000 anos, e são repetidos, sob diferentes enfoques, por todas as filosofias de vida através dos tempos. As circunstâncias mudam e também não se pode viver preso a uma só idéia de um futuro, pois qualquer “futuro” é apenas uma possibilidade.

Sempre é bom lembrar o que o Mestre Jesus afirmou:- “o reino dos céus está dentro de vós” e que, consequentemente, o poder vem de dentro. O momento de poder, fazer ou não fazer, é aqui e é agora e você decide. Cada oportunidade de ação e, a cada momento presente é que constrói o futuro. Às vezes há falta de oportunidade, e ou, falta de apoio e então se deve no mínimo persistir e nunca procrastinar nas ações que estejam ao nosso alcance. O que fazer aqui e agora, obedece às regras básicas de respeito ao aspecto criativo e construtivo da própria Consciência, pois é a nossa herança divina. Consequentemente é necessário respeitar o próximo com amor compartilhado, sempre que haja reciprocidade.

Quando não pode haver amor compartilhado, nem reciprocidade, apenas com o respeito ao próximo já é o suficiente para evitar discórdias. Nunca se espere reciprocidade para não se decepcionar, mas valorizem-se muito quando ela existe e, mais ainda quando há a lealdade, e há persistência no contacto e na harmonia que caracterizam a amizade e a irmandade. Alberto B. P. Dias, Bacharel, Licenciado, Especialista, USP, 1955. diasmind@uol.com.br

apresentacao

Postado em : A Propósito de Concordâncias e Discordâncias

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.