Como tema inicial: A Possível Relação entre Deus e a Criação

Como tema inicial: A Possível Relação entre Deus e a Criação

Como tema inicial: A Possível Relação entre Deus e a Criação

  Creio em Deus Altíssimo, mas Incognoscível, Inescrutável e Insondável.

A imaginação de uma pessoa é o único instrumento capaz de resolver problemas relativos à cognição, e dos limites da faculdade de imaginação dependem os limites da informática individual, bem como os limites da capacidade de percepção e conscientização.

A imaginação de uma pessoa adulta e com bom senso, portanto madura, deve obedecer ao que seja lógico razoável e provável, distinguindo o que seja lógico até razoável, mas pouco provável ou mesmo improvável, no que se refere aos fatos e ocorrências no plano material e objetivo.

No plano subjetivo sinto que devo respeito ao Deus Altíssimo, do fundo do meu coração, como uma Consciência Universal, que por ser a Criadora do Universo, está em Tudo e em Todos, e por essa razão é Onisciente e Onipresente. Sentimento é individual, não se discute e não se impõe.

Quando uma pessoa tem habilidades psíquicas, e entre outras sai do corpo físico de modo consciente, viaja no espaço como relâmpago, percebe a não localidade nesse nível de ações subjetivas, faz sentir sua presença às grandes distâncias produzindo efeitos objetivos com testemunhos vivos, apesar de ser uma microbolha de consciência em relação ao Mundo e ao Universo, pode pensar e imaginar, entender, compreender e ter a percepção da existência de um Macro Bolha, e o que Ele possa Ser e até fazer, com bases subjetivas para suposições em subjetividades. 

Em consequência, com entendimento e compreensão, há percepção de que todo Universo manifesto é consequência de diferentes estágios, ou dimensões da escala da energia vibratória da Consciência de Deus, e que Ele possa Ser um campo de energia vibratória que preenche todo o Universo, e tem por qualidade ser Inteligente e  ser capaz de manifestar Vontade, e daí ser Onipotente. 

Só não é assim para quem não sente, e ou não tem experiências em dimensões fora da matéria, e não crê na existência de Deus, pois o Universo e o nosso Mundo são aquilo que cada um de nós pode e consegue perceber e pensar que seja. Não sou o primeiro e nem o único a ter tido experiências com a consciência fora do corpo nesse Tempo de existência do Universo, e cada qual manifesta o que percebe.

Se a Energia de Deus está em tudo e em todos, tudo e todos estão em Deus. Se Deus é Amor, todos estão mergulhados na energia que tem por nome Amor; essa energia é neutra, e só é percebida por quem sente amor.

Tudo e todos estão Interligados pelo Mar de Energia que preenche o Universo englobado pela Consciência de Deus e a individualidade de Consciências menores é apenas uma separação útil.

Assim sendo os espermatozoides e óvulos têm um nível de consciência relativo a eles. O Ovo resultante tem um nível de consciência relativo a ele. Um feto tem um nível de consciência, um bebê nascituro de sete meses em diante, tem um nível de Consciência relativo ao seu desenvolvimento neurológico. A criança nasce com uma Consciência global que é um Campo de Energia Inteligente e que exerce Vontade.

A Consciência Global de uma criança é uma pequena parte da Consciência de Deus que se manifesta em toda a criação e nesse Sistema Organizado como um Ser Humano, que manifesta Inteligência e Vontade através de suas ações por enfoque Mental no cérebro.

A Consciência torna-se uma Alma na medida em que modifica a consciência com as informações que recebe, percebe e conscientiza. Todos nós somos uma consciência, que difere na qualidade do conteúdo da Alma.

Cada um de nós pode ser uma Personalidade de Alma, e diferimos no nível de conscientização.

A Consciência Humana é um Campo de energia de alta frequência vibratória, acima das frequências vibratórias que caracterizam a Energia Quântica. A Consciência humana age sobre o cérebro através de uma alidade, um prolongamento da Consciência denominado Mente, a qual é utilizada para fazer enfoques Mentais.

Os enfoques Mentais permitem registrar no cérebro os Pontos de Referência conhecidos como Ideias e produzir pensamentos a partir da associação de ideias.

Os enfoques Mentais podem ser Objetivos e ou Subjetivos. Os enfoques objetivos nos relacionam com o Mundo Consciente Exterior. Os enfoques Mentais Subjetivos nos relacionam com o nosso Mundo Consciente Interior, o qual pode nos ligar a outras dimensões da escala de energia global.

Assim sendo, podemos considerar que um Sistema tem Consciência quando, ao receber uma informação, decodifica a mesma e percebe o seu significado. Um Sistema tem inteligência básica quando é capaz de devolver a informação recebida sem distorções. O aprimoramento do processo racional permite construir razões lógicas e razoáveis, e as razões que se contraponham admitem abstrações nas inteligências mais desenvolvidas pelo treinamento.

Uma Consciência Individual associada a um cérebro como um Sistema Inteligente, acumula informações em um Banco de Memória. Associa as informações e faz abstrações, resultando, com o tempo, em um amplo Sistema Informático. O Sistema Informático individual é que caracteriza a Consciência Individual e seu modo de atuação, denominado Personalidade de Alma. Toda memória física tem seu correspondente em outra dimensão. (nuvem?).

Uma Consciência individual evoluída a partir da Consciência primordial é Trina, pois se apresenta com três aspectos:

O Primeiro a ser considerado é o aspecto básico primordial da Essência da Consciência e que está ligada com o Oceano de Energia Cósmica, resultado da Consciência de Deus. Na antiguidade era denominado Espírito Protetor, Espírito Paternal, O Pai, o Deus interno de cada um, Kane, Aumakua, O Pai que em mim opera as obras (JC) etc.

Atualmente é conhecido como Eu Superior, O Eu Maior, A Consciência Interior. É a parte de nossa Consciência que nos alerta para o que fazer e o que não se deve fazer, sem obrigar. Ela se manifesta como um sentimento que se for obedecido nos dá equilíbrio e Paz. Se não for obedecido desequilibra o Campo de Energia da Consciência como um todo.

Desequilíbrios na energia da consciência resultam em desequilíbrios na energia do físico e daí sintomas, doenças e enfermidades.

O segundo aspecto da Consciência Individual é denominado Eu Básico, o aspecto da Consciência que se desenvolve junto com o corpo físico e que interage com as células, tecidos, órgãos, sistemas e aparelhos. Pertence a esse aspecto o Banco de Memória denominado Subconsciente, pela Psicologia Moderna.

O terceiro aspecto da Consciência é o Eu Médio que faz a ligação dos outros dois Eus, e desenvolve o aspecto consciente da consciência com sua lógica e racionalidade. A integração do Eu Médio com o Eu Básico constitui o Ego. Um Ego desligado do Eu Superior, é um campo de energia que pode se perder depois da morte física.

A integração do Ego com o Eu Superior, que permite estar em sintonia com o Espírito Santo de Deus significa a salvação da Alma. Então, o Pai em mim opera as obras. Daí todo Poder do Homem vir de dentro do mesmo, de um centro de consciência com capacidade de visualização e imaginação criativa. (Pono).

Através das diferentes Consciências se estabelecem os relacionamentos humanos. A tendência de alguns é assumir lideranças. As lideranças se impõem ou pelo mérito, ou, pela força física, ou, pela astúcia. A questão é que estamos todos interligados, como numa teia de aranhas, e quando uma vibração ocorre em uma parte da teia, toda a teia se ressente.

Se uma consciência através de seus enfoques mentais manifesta intenção, que promova ações e atos que prejudiquem um sem número de Consciências, as intenções de um sem número de Consciências reagem com pensamentos e ações, que geram energia em dissonância com a fonte de provocação, e há desequilíbrio de energia na fonte.

O que se observa objetivamente é que o Poder pode corromper uma consciência, e a manifestação do estado de corrupção é Mental, ou seja, através de enfoques mentais que resultam em pensamentos e ações.

O desequilíbrio de energia em uma consciência se manifesta através da Mente, e a objetivação disso são as psicoses resultantes do desequilíbrio mental. O inferno se estabelece onde deveria ser o reino dos céus dentro de nós. Ser pequenos deuses ou pequenos demônios é uma questão de escolha. O salário do “pecado” é a morte de uma consciência, que pode preceder a morte física, pois o que mantem o equilíbrio da energia no plano físico é o equilíbrio da energia da consciência.

Os pecados não passam de ofensas, injúrias e prejuízos causados a si mesmo, ou, a terceiros, semelhantes, ou, dissemelhantes.

 

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.
Qualquer questionamento sempre será bem recebido e respondido.

Postado em : Apresentação

2 Comentários


    • Eliane de Mendonça Vieira
    • outubro 1, 2016
    • Responder
    • Cancelar resposta

    Boa tarde professor Dias, A saída do corpo, muda completamente nossa visão de tudo e do todo! Namastê

      • Alberto Barbosa Pinto Dias
      • outubro 2, 2016
      • Responder
      • Cancelar resposta

      Correto! Quem sai do corpo mais do que uma vez, tendo experiências novas, pode dizer que está sendo favorecido por revelações em uma Escola Invisível.

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.