02 – Como e Porque Fazer os Exercícios

02 – Como e Porque Fazer os Exercícios

Como e porque fazer os Exercícios – II

Deus é Amor, conforme registros da crença dos Egípcios desde 6.200 a.C.; dos Polinésios 11.000 a.C., e depois das filosofias orientais e da filosofia cristã que, é base das religiões ocidentais antes e depois da Reforma Luterana. O Amor de Deus está em tudo e em todos, é a Onipresença. O Amor de Deus preenche o Universo e é à base de todas as ações com uma forma de Energia Divina, que resulta no Conceito de Onipotência. A Onisciência me diz que é uma forma de Energia com Consciência Global.

 

A Consciência do Homem, sendo criada à imagem e semelhança de Deus, é polarizada para atuação no mundo físico, e, para o homem usufruir e fluir com o Amor de Deus é preciso estar em Paz Profunda e Perfeita Harmonia Interior, para que, em Amor, perca a polaridade, seja neutro e sem julgamentos por comparações. Estar em Paz e perfeita harmonia interior depende de cada um de nós saber estar em paz com a própria Consciência e com a dos demais. Estar em Paz é um estado de neutralidade, não sectário, e em Harmonia com todos, porque o Amor é uma Energia Neutra.

É estar em respeito mútuo segundo os egípcios:- 2.700 a. C.; Melquisedeque: 2.700 a. C.; em amor compartilhado:- polinésios 11.000 a. C., ou, em amor ao próximo, segundo os Evangelhos do Senhor Jesus, e segundo todos eles, ter sempre o maior respeito à Divindade.

O Amor Consciente de Deus resulta na Energia Neutra que na Física é conhecida como Taquiônica (sem polaridade) e também como Energia Quântica que flui como uma leve espuma ultramicroscópica, a espuma quântica. Ela é neutra e somente se manifesta objetivamente se há polaridade.

A intenção da Consciência humana pode fazer fluir a energia, dando polaridade ao se desejar e intencionar que ela se torne material nos processos de autocura, ou, na cura para terceiros, como Recarga de Energia Vital, Regeneração de Tecidos e Equilíbrio de Funções. Daí a necessidade de amor compartilhado, o amor a Deus e ao próximo com retorno.

O primeiro nível de Consciência do Homem, o que é comum a todos, permite nos relacionar com o meio ambiente através dos Órgãos dos Sentidos e, com o meio interno através das fibras do S.N. Central, Ortossimpático e Parassimpático. A Central é o cérebro e a nossa consciência faz enfoques mentais no cérebro. Os enfoques que a Consciência faz podem ser em diferentes níveis na escala de Energia, ou seja, nas diferentes dimensões em que a Energia preenche todo Universo.

O Segundo nível de consciência, superior ao primeiro, se dá no homem quando faz Enfoques Mentais adequados de tal modo que ele pode mobilizar energia vital alterada em frequências vibratórias superiores àquelas da Terceira Dimensão. Isso se dá na introspecção profunda em paz e harmonia e, é quando se pode mobilizar a energia Taquiônica.

A energia vibratória de frequência superior, agindo em uma dimensão superior a da terceira dimensão, sendo direcionada por enfoque mental, e convertida pela intenção, pode vitalizar os órgãos enfraquecidos ou doentes, ou, em certos casos quando enfermos além de vitalizar, regenerar por materialização.

Isso ocorre quando há amor ao próximo e harmonia interior, conforme é ensinado há milênios. Quem consegue ajudar o próximo consegue se ajudar, pois quem programa o cérebro para projetar mentalmente o bem, fica com o original gravado no próprio cérebro e atuante em si mesmo.

O terceiro nível de Consciência se dá por ajuste dos enfoques mentais em uma dimensão superior em que os fenômenos de telepatia, vidência e clarividência são constatados. Com o desenvolvimento do Dom da Visão somado à faculdade de projeção de energia por enfoque Mental, a influência Mental consciente nos fenômenos naturais é a consequência. Há exercícios mentais que favorecem chegar lá, usados desde 12.000 a. C., pois nada temos registrado de antes do dilúvio.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista em Fisiologia (Bioenergética e Órgãos dos Sentidos) USP, 1955.
Qualquer questionamento sempre será bem recebido e respondido.

Postado em : Justificando as Práticas

2 Comentários


  • Ola Professor! Bom encontra-lo por aqui e ler seu site, vou ler minuciosamente! Fiz seus cursos de controle mental e meu pai fez também o do CESC. Gostaria de conversar consigo. 11987900060 - Atenciosamente. Ivanna Fabiani.

      • Alberto Barbosa Pinto Dias
      • dezembro 30, 2016
      • Responder
      • Cancelar resposta

      Me perdoe, mas não vi o seu comentário, uma amiga me alertou. Meu e-mail é diasmind@uol.com.br

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.