Como aproveitar melhor qualquer leitura

Como aproveitar melhor qualquer leitura

Como aproveitar melhor qualquer leitura

            A única maneira que encontramos para conseguir objetividade é escrever de modo sintético. Para entender com objetividade é preciso colher os dados e informações de uma leitura e sintetizar durante a reflexão. Escreva a síntese elaborada.

Para o bom aproveitamento da leitura em livros didáticos, livros técnicos e científicos convêm que se leia com espírito de extrair as idéias e os conceitos básicos do texto e não decorar o texto. Escreva os conceitos básicos.

Recomenda-se que, lendo um parágrafo, pare a leitura e verifique se foi entendido (decodificado), aprendido (assimilado) e compreendido (aceito como válido, ou não, dentro da perspectiva utilizada pelo autor). Sintetize mentalmente o que aprendeu e escreva, ou converta em um diagrama, um “mapa mental”.

Sempre faça um retrospecto mental do parágrafo. Ponha suas idéias em ordem, associando as novas idéias com aquelas que já tenham sido assimiladas anteriormente. A ordenação das novas idéias, associadas com as anteriores, permite que se faça uma análise crítica com mais facilidade. A ordenação das idéias mais a análise facilitam o questionamento e este dispara os mecanismos de Intuição Heurística, além de facilitar  os clarões de introspeção da Gestalt.

            Leia um parágrafo por vez, pare e mentalmente faça um retrospecto do que leu. Faça isso de modo que não exceda 20 a 25 minutos de leitura. Dificilmente alguém consegue manter o estado de concentração na leitura de um texto mais consistente alem de 20 minutos. Pare no mínimo 10 minutos para reflexões, sendo ideal que se recorde do que leu e do que foi entendido nos últimos 20 minutos.  Pode fazer isso relaxando física e mentalmente por 20 minutos. As reações químicas neurológicas de processamento bioquímico de memória levam 20 minutos para que se complete a fixação do que foi lido e entendido para que seja aprendido.

Se for o caso, a repetição da leitura com atenção de um pensamento ajuda no entendimento, a reflexão ajuda na compreensão e a associação com outras idéias anteriores ajuda na memorização.

Se estiver bem descansado, prossiga por mais 20 minutos na leitura de novas informações, repetindo o procedimento sugerido anteriormente. Se estiver cansado, deixe para ler o outro capítulo em  20 minutos depois, ou em outro dia.

Depois do espaço de tempo de descanso, releia o capítulo anterior e então prossiga na leitura. Procedendo da maneira indicada você estará fazendo um treinamento que o ajudará a estudar entender e assimilar qualquer matéria. Sempre relaxe cinco minutos antes das novas leituras. A velocidade de leitura e de entendimento aumenta com o treinamento.

A repetição de uma mesma idéia, ou, mesmo de um pensamento em um texto, formulado com outro arranjo de idéias, pode ser proposital. Se lhe agrada, leia pelo menos três vezes cada capítulo, porém não é necessário que o faça em seguida.

Nunca deixe um estudo para as últimas horas antes das provas. Acostume-se a estudar diariamente, nas mesmas horas e sempre no mesmo local. Condicione-se e aumente a eficiência.

A melhor hora para deitar e dormir é as 22h00min horas. O melhor sono se faz até a 01h00min da madrugada. Depois e descanso mais leve até as 06h00min horas da manhã. Esta a melhor hora para estudar e reter na memória. Pode ser as 4h00min horas, ou, cinco se despertar mais cedo e descansado, coisa comum depois dos 49 anos de idade.

A memória fluida, isto é, a capacidade de aprender coisas novas, aumenta com o treinamento, ou melhor, com o habito de usar a capacidade de reter e lembrar. Esse incremento é observado em média até os 28 anos de idade. Depois há uma queda natural e progressiva, porem, mais lenta para os que conservam o habito de ouvir ou de ler com atenção, mantendo-se a intenção de memorizar.

Para a maioria desprevenida, a memória fluida, para retenção de dados e informações novos, sem dificuldades, é nula aos 70 anos. Para os treinados, estendem-se os limites dependendo do interesse. Percebo que meu limite foi aos 86 anos de idade. Agora é mais difícil e obriga a repetições com atenção e concentração.

As memórias cristalizadas, permanentes, dependem de reforço. Uma vez que se memorizou, devem-se repetir as lembranças de vez em quando durante três anos. Nesse aspecto, professores que são obrigados pela rotina a repetir aulas por mais do que três anos, têm a facilidade de cristalização de conhecimentos na memória permanente. Quando se repete um mesmo assunto por dez vezes, torna-se bacharel no assunto. Vinte vezes e se é mestre. Com quarenta repetições é doutor no assunto, desde que sempre se acrescente novas informações ao cacho de dados. Com esse procedimento, mesmo depois dos 70 anos a memória cristalina funciona. A memória cristalina se deve à formação de microcristais de proteína nova que encerram as informações. O tipo de alimentação influi na obtenção de melhor memória permanente, principalmente a banana e o arroz integral.

Intuição Heurística - A expressão vem de Heureca = Já sei! É quando uma idéia nova ou um novo pensamento vem depois de um período de reflexão e associação de ideias, ou de pensamentos.

Esta abstração pode ser elaborada pelo superconsciente integrado com o subconsciente depois de um período de indagação e expectativa, pois eles são aspectos da Consciência e tem atividade independente da que o consciente tem no banco de memória que também é ativo como aspecto do subconsciente. O bom é exercitar a integração do Consciente com o Subconsciente, e deste com o Superconsciente a cada 90 dias.

Gestalt – É a compreensão global, havida em um dado momento, das várias informações que foram recebidas em diferentes momentos. É um “clarão de introspecção” com entendimento e compreensão global.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.

Qualquer questionamento sempre será bem recebido e respondido.

[vc_row full_width="" parallax="" parallax_image=""][vc_column width="1/1"][vc_facebook type="standard"][/vc_column][/vc_row]

Postado em : Educação

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.