Arrazoados – 04 – Relativo ao “Talmidim”

Arrazoados – 04 – Relativo ao “Talmidim”

ARRAZOADOS – IV

Referente a O Talmidim – 003 pag. 8

Texto básico:- “Afasta-te de mim, Senhor, porque sou um homem pecador”.  Lucas 5.8

Considerando-se pecado Ofensas, Injúrias e Prejuízos causados a terceiros, quem não pecou?

Considerando-se que Ofensas, Injúrias e Prejuízos causados a terceiros dependem de instintos reflexos, do temperamento relativo ao DNA, que gera sentimentos e emoções, podemos considerar que as Intenções são o resultado de Crenças passíveis de serem avaliadas, consideradas e mudadas.

As mudanças dependem da maturidade psicológica que resulte em Bom Senso. A maturidade psicológica depende de, principalmente, de um cabedal de Conhecimentos que favoreçam saber conviver com as incertezas. O imaturo não sabe conviver com as incertezas e vive na dependência de quem tenha certezas que gerem convicções.

As convicções se formam a partir da fé em Crenças. As Crenças se desenvolvem a partir de afirmações que são consideradas verdades. Toda Verdade proferida como sentença falada ou escrita é relativa a uma comprovação ou não. Pessoas que aceitam como verdades razões lógicas e até razoáveis, porém pouco ou nada prováveis são denominadas de Místicas. Pessoas que aceitam somente o que for provado experimentalmente denominam-se pragmáticos.

Para os pragmáticos a eficácia é a medida da verdade, ou, só o que funciona é verdadeiro. Um bom exemplo temos em Paulo, com o que expressa em 1º aos de Corinto, Capítulo 2, verso 4: “A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de espírito e poder, (5) para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.”.

Há mais do que 11.000 anos a tradição oral dos Polinésios e Havaianos recomenda que todo homem que quiser experimentar desenvolvimento psíquico, para manifestar poder, deve mudar seus padrões de comportamento (moral) e valores éticos (respeito a Deus e ao próximo).

 Há 2.016 anos, para obedecer ao Calendário Oficial, o Senhor Jesus repete esse Conceito filosófico, que se tornou a Lei Áurea dos Evangelhos. Isso é ótimo, além de razoável é verdadeiro.

Consta que os Atlantes e os Lemurianos eram duas grandes civilizações contemporâneas que trocavam informações. Consta que um Cataclismo havido a aproximadamente 11.000 anos passados, conhecido na Tradição Bíblica do VT como dilúvio, fez afundar a Atlântida e a Lamúria, mas também consta que pessoas sábias se salvaram.

Supostamente, dentro da lógica, juntando as pontas, sábios da Atlântida se salvaram em um barco fechado que no baixar das águas revoltas, aportou próximo de onde hoje é o Rio Nilo e iniciaram a fundação do que foi a Civilização Egípcia, com todo conhecimento desenvolvido a respeito do psiquismo e das Habilidades Psíquicas, inclusive com o Conceito de que Deus é Amor.

Do outro lado, no Pacífico, pessoas se salvaram e iniciaram núcleos humanos na Polinésia e no Havaí de onde se tem a tradição oral estudada pelo ex-pastor batista, e psicólogo, Max Freedon Long. Ambas as civilizações citadas coincidem em seus conceitos básicos.

Assim sendo as conclusões lógicas expressas pelo ilustre pastor Ed Kivitz, a respeito da diferença de nível de Consciência entre as pessoas e o Senhor Jesus tem, além do suporte bíblico do NT, todo reforço havido anteriormente e informado pela tradição de duas civilizações anteriores.

É sabido que nós Homens (inclui as mulheres) pensamos por comparação, sempre relativa ao que temos como dados e informações no banco de memória, e mais do que resulta como conhecimento de nossa experiência pessoal.

Portanto, vou discordar, com todo respeito, da comparação que o pastor Ed Kivitz fez, dos Homens serem diante de Jesus como simples bonecos e bonecas de pano. Um exagero de expressão que não cabe no Talmidim.

Discordo porque nos ensinaram nas Igrejas, e acreditamos que fomos criados a imagem e semelhança de Deus. Deus é uma Consciência Maior, Infinita. Somos Consciências Limitadas. Deus como uma Grande Bolha de Consciência contém o Universo Visível e Perceptível, é Ilimitado. O Homem como uma microbolha de Consciência Divina, tem origem no Espírito Santo de Deus, mas pode manter sua individualidade no espaço quântico.

Segundo o VT (Salmo 82: 6 e 7), confirmado por Jesus, somos pequenos deuses, a serem descobertos por Ato Moral Consciente, mas como homens (todos) morrerão. Bonecos e bonecas de pano não têm consciência, não são pequenos deuses, nem morrem porque já são construídos sem vida pelo homem.

Apesar de limitadas como um Campo de energia diferenciado por ser Consciente, Inteligente, e Poder exercer Vontade, todas as Consciências estão mergulhadas na Consciência de Deus que criou o Universo, e por essa razão, estamos todos Interligados, mas a individualidade é uma condição útil.

A Consciência de cada um de nós está associada a um Corpo Físico, enquanto como Homens e indivíduos neste Planeta, porém, como Consciência, a individualidade é apenas uma condição muito útil, a fim de que cada unidade possa evoluir sem entraves na direção da Consciência Maior. Se assim não fosse, não estaríamos trocando nossas idéias e pensamentos.

O que há é que nossas Consciências, apesar de não serem limitadas ao tempo e ao espaço, para serem efetivamente libertas do tempo e do espaço, que são conceitos humanos limitantes, precisam ser Corretamente Esclarecidas.

O Senhor Jesus, Uma Consciência Iluminada (Cristos, do grego = O Iluminado), encarnada no corpo físico de um homem, cresceu e foi instruído a ponto de ser o Sumo Sacerdote da Ordem de Melquisedeque, e com todo o Conhecimento, resolveu esclarecer o povo Judeu, conhecido como o povo abençoado por Deus.

O Senhor Jesus Tentou reformular o Judaísmo e naturalmente demonstrou a todos os homens que o Poder vem de dentro, na medida em que com a introspecção o homem se liga com o Espírito Santo de Deus. “Vem a nós o vosso reino (poder), e seja feita a vossa vontade, assim na Terra como é nos céus.”

Ficou mais do que claro inclusive para Paulo em sua época, que expressa que o poder vem de dentro, conforme expressa em 1º aos de Corinto no Capítulo 2 por pelo menos três vezes, e no capítulo 3 versos 16 e 19 diz por qual razão o poder vem de dentro do Homem.

O conceito de reino dos céus é milenar. Na Polinésia, há mais do que 11.000 anos era denominado Milú, e na tradição oral africana, entre os de língua Ioruba, Orum Mila. É um lugar dentro da cabeça, onde vivem os mortos (memória visual), os Mitos, as fadas e os duendes (fantasia no imaginário). É o Centro de onde emana o Poder, pois “A Energia flui para onde o pensamento (imaginação) vai”. Daí o Senhor Jesus afirmar: “ora, não direis vós que o reino dos céus está aqui ou ali, porque o reino dos céus está dentro de vós”.

O porquê nossa Consciência tem um aspecto que permite que a mesma entre em Sintonia com Deus, ou, melhor dizendo, com o Espírito Santo de Deus, quando então, o Poder que vem de dentro, do Reino dos Céus que está dentro de vós, pode se manifestar. Isto é relativo à expressão do Senhor Jesus:- “O Pai em mim faz as obras”, ou, esses trabalhos psíquicos.

Assim sendo, o senhor Jesus nos iguala a ele, quando afirma o que João registrou em 14: 12, e tudo o mais que está no capítulo 14. É só obedecer à instrução do Senhor Jesus, segundo ele mesmo.

Apenas “é preciso mudar padrões de comportamento, e valores éticos”, ou, segundo as boas novas muito antigas, é preciso que haja uma conversão do indivíduo para melhor em seu Eu.

Salmo 82: 6 – “Eu disse, sois deuses (pequenos deuses), e vós outros são todos filhos do Altíssimo”. Pequenos deuses se caracterizam por serem capazes de, através de um enfoque mental adequado, mobilizar uma forma de energia que produz efeitos objetivos na matéria, e subjetivos nas pessoas.

Os mais comuns são as “curas” e a influência mental sobre animais e pessoas. Os menos comuns são exercer poder sobre as forças da Natureza, desmaterializações e materializações.

O Homem, como filho de Deus não pode ser comparado com boneco de pano, mesmo quando ainda é só Ego (Consciente integrado com o Subconsciente). O Homem pode ser Espiritual, quando consegue integrar o Ego com o Supraconsciente, conhecido como Eu Superior, ou, O Pai em mim.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista em Fisiologia (Bioenergética e Órgãos dos Sentidos) USP, 1955.
Qualquer questionamento sempre será bem recebido e respondido.

Postado em : Arrazoados

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.