Alguém escreveu: “Conheça Seu Semelhante”.

Alguém escreveu: “Conheça Seu Semelhante”.

Alguém escreveu: “Conheça Seu Semelhante”.

 

Tenho acompanhado publicações que expressam convicções religiosas ligadas ao Espiritismo. Percebo que também buscam a sabedoria de outras linhas filosóficas que expressem um pensamento espiritualista, e suas práticas que mostrem as eficiências esperadas em uma filosofia, como essa publicação de agora com esse título sugestivo.

 

Sou adepto de que o que funciona é verdadeiro, ou, de que a eficácia é a medida da verdade. A energia flui para onde o pensamento vai, e as práticas eficientes por seus resultados nesse sentido, com ou sem estar associado uma filosofia e ou psicorreligiosidade específica, as quais não impedem de que um indivíduo livre de sistemas organizados de forma arbitrária, não possa demonstrar a verdade de que a Divindade é onipresente.

 

O que observo é que se um indivíduo tem essa habilidade, mas não está afiliado a um sistema organizado de forma arbitrária, e não se professa adepto às normas, princípios, dogmas e rituais de um sistema, não tem chance de passar o seu conhecimento prático aos demais indivíduos que poderiam ter as mesmas possibilidades, sem essa ou aquela filosofia, regulamentada e limitada à um pacote de crença.

 

Por exemplo, em um dos cem exemplos que poderiam ser mencionados, passei energia a um médico que estava em coma no Hospital Samaritano em São Paulo por volta do início de 1975. Cito este exemplo porque deve ter a ficha médica nos arquivos do Hospital. No corredor muitos parentes vestidos de escuro e preocupados. Era um Domingo. No quarto a mãe e a esposa. Fui a pedido de um professor da FAAP. Enquanto eu passei energia ele foi abrindo os olhos e me olhou e sorriu.

 

Depois pediu para levantarem a cama. Pediu chá. Tomou, mas logo em seguida pediu uma bacia e vomitou uns dois litros de gosma verde-amarela (líquido de estase). Devia ter um metro e setenta e cinco, mas aparentava não pesar 45 quilos. Conversou com a mãe e a esposa. Eu ia me retirando quando a mãe pediu que eu voltasse e o levantasse. Prometi que voltaria e no dia seguinte no intervalo de aulas do Colégio Rio Branco voltei e dei energia e ele se mantinha estável.

 

No terceiro dia ao voltar as dez horas ele estava de pé e depois sentado em uma cadeira e ao redor dele colegas médicos. Um deles se identificou como chefe dos médicos da Federação Espírita e me pegou pela mão e ficou me olhando ao redor de minha cabeça.

 

O dr. G. de J. colocou a vida dele em ordem, mas veio a falecer depois de 72 horas por falência cardíaca. Nesse meio tempo eu perdi 3 quilos e ele ganhou dois quilos e meio. Meio quilo se perdeu na entropia?

 

Com o avançar da idade, sentindo a perda natural de energia vital, passei a canalizar para doentes a energia de um grupo preparado como doador, e com sucesso.

 

Depois disso já tentei ensinar como se faz para muitas entidades religiosas, mas seus dirigentes se fecham em nome de normas, princípios dogmas e fundamentos, os quais, naturalmente, só garantem um status social ao adepto contribuinte.

 

Em 16 horas de treinamento e todos que são saudáveis podem ser “curadores”, pois podem passar energia que vem do reino dos céus, e que está dentro de nós, e podem ajudar aos doentes que se curem, se ainda eles têm condição de reagir. “Todo Poder vem de dentro”. Em mais 16 horas um bom número, mas não todos, se tornam telepatas mediante método cientificamente dosado, podendo ou não ser isento de mística.

 

Fiquei pensando em como se agitaria um hospital com um exército de enfermeiros preparados, ou, uma Igreja que realmente se dedicasse a mobilizar o Espírito Santo de Deus, dentro das normas de Jesus, expressas em Mateus Capítulo 19: versos 8 e 9. Nestes 43 anos passados de minha vida de 89 anos, apenas um sonho.

Fraternalmente, Dias

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.

Postado em : Relatos de ações psíquicas

2 Comentários


  • Mestre...mais um belo texto...para se meditar

      • Alberto Barbosa Pinto Dias
      • fevereiro 11, 2018
      • Responder
      • Cancelar resposta

      Agradecido Osvaldir, é um estímulo para eu atingir 400 Post até meu aniversário em 9 de março.

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.