21º – Apenas quero entender Jesus – Das religiões em geral

21º – Apenas quero entender Jesus – Das religiões em geral

Das Religiões Em Geral

As Religiões surgem no momento em que as pessoas que têm Religiosidade se reúnem para demonstrar respeito por uma “Entidade Psiquicamente Subjetiva, Maior e Desconhecida”.

É natural em todo agrupamento humano que se destaque um líder relativo ao tipo de ação esperada. Estes líderes relativos à religiosidade começam a estabelecer as normas, princípios e rituais, os quais caracterizam uma religião e servem para manter um grupo unido pela materialidade das circunstâncias em um Sistema Organizado de forma arbitrária. Algumas religiões, além das normas e princípios, se firmam com dogmas. Outras têm sua sustentação em Fundamentos baseados em alguma escritura consagrada.

Não podemos crer em tudo o que vemos, lemos e ouvimos, mas objetivamente reconhecemos a existência de Sistemas Organizados de forma arbitrária como as quatro Grandes Religiões, pelo número de adeptos, afora as 400 religiões menores em número de adeptos. Do cristianismo, que é uma das grandes religiões, percebem-se suas inúmeras seitas, ou, denominações, como preferir. 1.800 antes , e até 2.000 ou mais depois do Bispo Macedo, o hipnólogo consagrado.

Entre os cristãos há desacordos. Em suas diferentes Igrejas observamos todos os graus de crenças religiosas. Todas acreditam que há dois mundos, este e outro. Todas prometem que no “outro mundo”, no além, a vida será melhor do que neste, e algumas impõem: “desde que seja fiel aos seus princípios e fiéis dizimista neste”. Alguma não impõe o dízimo nem sustenta sacerdotes.

Há aquelas, que em discussão puramente intelectual sustentam que há relações entre os dois mundos, o Material e o Espiritual, e outras negam essa possibilidade. Umas poucas mantêm uma atitude de expectativa.

Entre maometanos há desacordos; xiitas e sunitas se pegam. No Hinduísmo há desacordos entre os seguidores de inúmeros deuses e deusas e ainda mais desacordos com o Islã. Há muitos Budas e diferentes seitas budistas, mas há mais Nossas Senhoras Nominais no cristianismo do que todos os Budas juntos e com devotos a cada uma delas sugeridas.

Ora, ser ortodoxo em relação a uma religião, ou, seita de uma delas, é ser automaticamente herege em relação a todas as demais. Daí sermos todos nós relativamente ortodoxos e ao mesmo tempo todos nós somos relativamente hereges. Por essa razão, que Deus nos acuda dos radicais e abençoe os tolerantes!

Com relação à religião e suas práticas nos Templos, antes mesmo de Jesus, já havia a recomendação de prudência, sempre atual, verificável em Eclesiastes, Capítulo 5: versículos. 1 a 3. Possivelmente Salomão, sendo Rei no plano material e comandando um exército, não correu o risco de ser crucificado por ordem dos Sumos Sacerdotes. Senão vejamos:

1 “Guarda teu pé quando entrares na casa de Deus; e inclina-te mais a ouvir do que a oferecer ofertas de tolos, pois não sabem que fazem mal”.

2 “Não te precipites com tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus e tu estás sobre a terra; pelo que sejam poucas as tuas palavras”;

 3 “Porque da muita ocupação vêm os sonhos, e a voz do tolo (vaidoso) da multidão das palavras”.

A questão está em observar quem é que mais gosta de falar nos Templos. Quem é que além de crer que sempre tem a melhor razão e sempre tem explicação para tudo. Aí, segundo Salomão, podemos definir quem é o Maior Tolo.

Todo Sistema é arbitrário. Toda Religião é um Sistema Organizado, onde há uma Fé, ou, sentimento a respeito da existência de uma Divindade, associada à Crenças.

Toda Crença é um pensamentos lógico, até razoável, se bem que pouco provável, ou seja, uma pressuposição, ou, suposição baseada em pressuposição, que seja tomada como Verdade.

Uma Fé associada com uma ou mais Crenças, perfaz uma ou mais Convicções. As convicções na cabeça de pessoas cultas são motivo para troca de ideias, talvez discussões com discordâncias e discórdias. Na cabeça de pessoas Ignorantes é motivo para desavenças e até mortes, pois se tornam fanatismos.

Assim sendo, toda religião é caracterizada por Crenças normatizadas e princípios a serem seguidos, Dogmas e ou Fundamentos, e Cultos Ritualísticos.

Todo Sistema Organizado se apresenta com uma Hierarquia a ser sustentada pelos adeptos sujeitos às normas e princípios, e contribuintes.

N.B.- O Cristianismo, instituído pelo Senhor Jesus, deveria estar livre da Lei de Moisés. No entanto os Sistemas Organizados a partir do Senhor Jesus, “… embora muitos de seus preceitos morais tenham sido promulgados novamente para os cristãos… ” (Robert H. Gundry – Ph. D. – Panorama do Novo Testamento, pag. 249, linhas 1 e 2). Assim além de outros aspectos se manteve os Dízimos.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel, Licenciado e Especialista em História Natural (Todas as disciplinas Biológicas e Geológicas), USP, 1955.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row full_width="" parallax="" parallax_image=""][vc_column width="1/1"][vc_facebook type="standard"][/vc_column][/vc_row]

Postado em : Apenas quero entender Jesus

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.