09º – Deus, Fé, Crença, Religião e Política

09º – Deus, Fé, Crença, Religião e Política

Deus, Fé, Crenças, Religião e Política – IX

Os políticos religiosos criaram teologias para seus Sistemas Organizados. Téo=Deus, Logos=Estudo, portanto Teologia é o Estudo da Divindade. Sendo Deus Incognoscível e Insondável, os teólogos estudam o que todos desconhecem, mas como recurso falam de qualidades humanas como se elas fossem de Deus.

Discutem as Vontades de Deus, os Desígnios de Deus, as Necessidades de Deus, e a necessidade do homem dar o dízimo e as ofertas de gratidão a Deus, mesmo sendo Deus um Espírito, uma Consciência Universal.

Atualmente há quem peça itens absurdos à plebe que os ouve. Contra essa situação, em sua época, o senhor Jesus aconselhou quefizessem orações em secreto ao Pai, recolhidos em casa.

A expressão encontrada no Velho Testamento, “Agradável é ao Senhor o odor do carneiro gordo no Altar do Sacrifício”, torna-se anedótica, pois o carneiro magro esturrica e não sobra nada para o sacerdote comer depois da oferenda. (explicação dada por um churrasqueiro de SP).

Hoje em dia os religiosos políticos são aqueles que sabem conviver de alguma maneira com as pessoas que frequentam os meios religiosos, e de modo sutil, encaminham adeptos a seus consultórios médicos, psicológicos, advocatícios, odontológicos, firmas, restaurantes etc.

São os que se recomendam por serem do mesmo meio ambiente, ditos de mesma fé e crenças. São inteligentes e têm pensamento concreto, direto e objetivo. Dificilmente são dados às abstrações. Conheço alguns que as detestam.

“Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. O Senhor Jesus pregou uma Filosofia de vida para liberdade de Consciência individual através do Esclarecimento, tal como está na Huna de há 11.000 anos. Não fundou nenhuma religião. Antes, tentou reformular o Judaísmo e até agrediu de certa forma esse Sistema organizado de forma arbitrária como Religião. A rigor condenou a existência de Sinagogas.

O senhor Jesus Invadiu o pátio do templo, e Ele agrediu os que faziam da religião um comércio, e indiretamente agrediu o Sinédrio que eram os sacerdotes encarregados das finanças e dos negócios da corporação. Aconselhou as pessoas a Orar em Secreto ao Pai, e indiretamente desautorizou os sacerdotes, supostos intermediários entre a Divindade e os homens.

Demonstrou poder psíquico com Habilidades Psíquicas, e honestamente declarou “isto eu faço para que creiam em mim”. Em João 14: 12, Ele deixou claro que quem crê em sua mensagem pode fazer: “as coisas que eu faço, e ainda maiores do que estas”. Só não faz quem não quer saber como fazer.

Insiste que as pessoas Vivam em Oração, que é o mesmo que dizer: Vivam em Introspecção Profunda e aproveitem as suas Intuições. “Ore a favor de seus inimigos”, e sinta-se em Paz profunda para alcançar sintonia com um estado de Consciência mais elevado e com bom senso, pois assim o lucro na Alma é seu. Na realidade esse é o caminho entre as pedras.

Usou dois tipos de doutrina, uma no discurso do Sermão do Monte e nas parábolas, e outra em “reservado” aos discípulos, que em função disso também manifestaram habilidades psíquicas.

O que o Senhor Jesus ensinou em reservado não está nos Evangelhos publicados pelo homem, mas essa situação pode ser melhorada com a psicotecnologia atual, que permite aprender as mudanças de enfoque Mental para as diferentes dimensões das frequências vibratórias da energia, proporcionando habilidades psíquicas, consideradas por muitos como “espirituais”.

O entendimento da essência da Huna e a efetividade das ações psíquicas dos indivíduos em sua época esclarecem o aspecto do desenvolvimento individual, independente de ações de entidades de outras dimensões.

Constatamos habilidades psíquicas em pessoas espiritualizadas e em pessoas nada espiritualizadas, e até em ateus.

Em função desse fato foi necessário estabelecer um conceito do que seja ser espiritualizado. Seria bom convencionar que espiritualizado é todo indivíduo que seja “Criativo e Construtivo, como se supõe que a Divindade seja, e honesto puro limpo bom e positivo” como se supõe que todo homem deve ser em relação a seu semelhante.

Esse conceito eu ouvi de José Manuel Silva, um homem simples, autodidata que foi genial durante sua vida produtiva. Era genial para fazer questionamentos e pagou especialistas que dessem respostas. Quem não é assim não está adequado a ser líder de qualquer coisa, menos ainda de uma Nação.

Todo Sistema Organizado de forma arbitrária Cristão é um Misto de Judaísmo como organização física, mas filosoficamente baseado na filosofia cristã desenvolvida pelo Apóstolo Paulo, além dos ensinamentos do Senhor Jesus.

A verdade que existe no meio dos homens sempre é relativa a alguma coisa. Isso obriga os homens a estarem em reverência e contato com o que está acima deles, e através da introspecção, pois “o Reino dos Céus está dentro de vós” segundo o senhor Jesus.

Paulo confirma em 1º aos de Corinto, 3: 16. Que “Deus está dentro de vós”. Assim sendo, A Verdade está No Altíssimo (Salmo 118: 8), que se está dentro de vós, e pode ser alcançada com a introspecção. Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo (introspecção profunda), à sombra do Onipotente descansará. (Salmo 91:1).

Segundo o Senhor Jesus o reino dos céus se alcança com a introspecção profunda, e o porquê disto se demonstra hoje de modo científico, pela experiência aberta a todos, a quem desejar. O centro de imaginação no cérebro é o reino dos céus, quando a imaginação é controlada. Quando a imaginação é descontrolada, é a louca da casa, um inferno pessoal.

Infelizmente, muitos que hoje em dia estudam “os padrões e valores a serem adotados”, e ensinam a todos os demais a serem “flexíveis” (Palai´ e), e de mente aberta, são tão inflexíveis como os místicos ortodoxos de vários sistemas organizados como religião. Fazem discursos, mas não experimentam novas informações na prática nem de graça! Não mudam de Atitude, nem de Opinião, mas conservam suas pressuposições básicas convenientes a um status quo.

Essa mesma situação se observa em Catedráticos de alguns Sistemas Organizados como Universidades, e a mudança de linha de pensamento e de conduta, pode ser que venha para melhor, com a aposentadoria, ou, com a morte dos mesmos. A mudança de crenças místicas pode levar mais tempo, séculos!

 

Evite pessoas com mentalidade de Xerife, e “Ora em secreto ao pai, que o Pai o recompensará”.

Refletindo em introspecção profunda, teremos no mínimo com uma visão mais clara a respeito dos homens e das “coisas” possíveis deste mundo. Talvez alguns aspectos do outro Mundo também.

 

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.
Qualquer questionamento sempre será bem recebido e respondido.

Postado em : Deus, Fé, Crenças, Religião e Política

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.