08º – Deus, Fé, Crenças, Religião e Política

08º – Deus, Fé, Crenças, Religião e Política

Deus, Fé, Crenças, Religião e Política – VIII

Depois da Huna há mais do que 11.000 anos, na Linha do Tempo começam a surgir Sistemas Organizados de forma arbitrária, como o Hinduísmo e suas bases filosóficas e práticas há mais do que 4.000 anos.

Budismo como filosofia há 600 a. C.; Cristianismo como filosofia 30 a 60 d. C.; Cristianismo como Sistema Místico Organizado de forma arbitrária em 256 d. C.

Maometanismo como Sistema Místico Organizado em 600 d. C.; depois as demais filosofias que geraram diferentes Religiões como Sistemas Organizados de forma arbitrária na Linha do Tempo, pois com o passar do tempo as ideias e as ações mudam e os homens, ou ignoram, ou, se esquecem das origens, como foi o esquecimento da Huna.

A Lei Áurea dos Evangelhos do Senhor Jesus, curiosamente, coincidem com as bases do Código da Huna, conhecido através da tradição oral dos Polinésios, principalmente coligida no Havaí por um psicólogo, ex-pastor da Igreja Batista, professor no Havaí, Max Freedon Long, autor de vários livros, iniciando as publicações em 1937.

São instrutivos os relatos do livro “Os Milagres da Ciência Secreta” (Secret Science Behind Miracles), mas, naturalmente, sob a perspectiva do autor.

Todas as religiões levam vantagem sobre os partidos políticos, pois elas se baseiam em promessas de uma vida melhor para depois da morte, para um além suposto e relativo às imagens atuais. Todo futuro é apenas uma suposição.

É por essa razão que há mais do que quatrocentas religiões, sendo que quatro são denominadas Grandes pelo número de adeptos, mas todas baseadas no que seja lógico, até razoável, se bem que pouco ou nada provável.

O Cristianismo se apresenta com 1.900 seitas e denominações atualmente, o que prova de sobejo a diversidade de entendimento e compreensão. Sempre predomina o discurso teórico, sem demonstração de poder além de alguns procedimentos hipnóticos secundários nos rituais.

Os resultados das promessas e compromissos assumidos pelos homens políticos religiosos ficam supostamente para Deus resolver no futuro.

Todo futuro é apenas uma suposição, mas é pior quando é baseado em crenças limitantes e pouco prováveis. As crianças não têm capacidade analítica e muitos adultos chegam à maioridade nas mesmas condições, são imaturos psicológicos nesse aspecto.

Os psicologicamente maduros se distinguem por saber conviver com as incertezas.

Os psicologicamente imaturos são dependentes de quem ofereça certezas no meio das incertezas deste e de outro Mundo.

Alguns trocam as ideias que oferecem certezas por numerário certo e em efetivo. Geralmente as certezas oferecidas são a respeito de um reino dos céus que está fora e muito além de nós, como por exemplo, declarações de líderes religiosos que afirmam que “Deus, sentado no seu Trono de Graça, do alto dos Céus contempla a criação”. Alegórico e Metafórico.

No entanto, “O Reino dos Céus está dentro de vós”, segundo o Senhor Jesus, o que é constatável e provável, porque todo poder manifesto de modo psíquico é subjetivo, e se manifesta através do homem por focalização mental adequada.

“Todo poder vem de dentro”, de uma Consciência que age em cabeça humana, manifestando inteligência e vontade, expressos desde o poder da força física, até o poder psíquico que resulte em intelecto e em habilidades psíquicas.

Isto tudo pode se observado e ou provado. Podemos considerar que é verdade o que consta no Salmo 82: versos 6 e 7, quando há a evolução psíquica possível ao Homem.

No Brasil há um cento de partidos políticos porque o número dos que ignoram a política, e o que é política, é grande. Todo partido político social é um Sistema Organizado de forma arbitrária bem como seus programas.

Todos os políticos se baseiam em promessas de cumprimento de programas em curto prazo para terem adeptos e sujeitos contribuintes ao partido e aos impostos. Todos contam com a memória curta da maioria das pessoas. Todos favorecem seus adeptos imediatos que sustentem o seu poder.

Os impostos pagam os gordos salários dos políticos sociais eleitos, e são eles que decidem os aumentos salariais dos que os sustentam. Bah! Apenas na Dinamarca não é assim, salvo equivoco.

No Brasil, “Terras de Nosso Senhor e de Nossa Senhora”, pagamos 77% do ganho relativo a um empregado registrado em impostos diretos e indiretos. Sorria, ou, chore.  Na França 64%, nos EEUU 54%, na Argentina 48%. E o retorno é uma aposentadoria pífia para o povo. Gorda aos políticos e governantes, não se esquecendo do judiciário, ou, o topo da pirâmide.

Recentemente na Islândia, todos os políticos corruptos foram expulsos juntamente com os banqueiros. Informação obtida da internet, a conferir.  Na mídia controlada, não encontramos essas notícias!

Onde há Consciência com mais Inteligência? Quem nos sugere mais conformação diante da “vontade” de Deus? Como saber se essa é a Vontade de Deus, o Incognoscível, Inescrutável, e Insondável.

Cada uma das quatro grandes religiões, como sistema organizado de forma arbitrária, oferece aos indivíduos para ter mais adeptos e sujeitos:-

1-  Um Deus abstrato aos de pensamento predominantemente abstrato, que perfazem 5% de uma população qualquer.

2-  Um ou dois homens divinos ou divinizados que sirvam de padrão de vida aos adeptos que tenham pensamento predominantemente direto, concreto e objetivo, e necessitam de um paradigma concreto.

3- Miríades de deuses menores, ou, anjos e Serafins (seres afins), ou, santos e beatos, aos que tem pensamento onde predomina a emoção e a fantasia, e estes são 70% de qualquer população em evolução mental e psíquica, onde predominam as emoções sobre a razão, e em qualquer parte do Mundo.

Quando os crentes de qualquer uma das religiões associam a Fé com as Crenças, como normas, princípios, dogmas, fundamentos e rituais, criam um estado de espírito denominado Convicção.

Os Convictos mais aculturados aceitam trocar ideias, e podem, ou não, mudar o modo de pensar  quando aceitam fazer experiências que demonstrem fatos novos.

Quando não há interesse em esclarecer, ou, mudar  o status quo, os místicos não aceitam as experiências cientificas oferecidas para esclarecimento.

Os místicos que aceitam as provas científicas são denominados esotéricos, mas são combatidos pelos “místicos ortodoxos”.

Sempre é bom lembrar de que se um indivíduo for ortodoxo em relação a uma religião, é automaticamente herege em relação a outras 400 religiões, ou, mais. Na maioria das vezes um ortodoxo não tem noção do que significa esotérico, mas é contra. Ouvi um K-7 ridículo a esse respeito, gravado por um teólogo formado em Faculdade Teológica.

Quando a Convicção está associada à ignorância relativa, o homem tem um “estado de espírito” que caracteriza o Fanatismo. Dificilmente mudam a maneira de pensar, e a Ignorância Cristalizada impede qualquer discussão a respeito de novas ideias, ou de novas informações. É uma perda de tempo, pois geralmente as respostas são chavões usuais e repetitivos de modo automático.

Sempre houve os políticos sociais, os  políticos religiosos, e os religiosos políticos. Sempre houve a figura do cacique e a figura do pajé em diferentes níveis de Consciência e em qualquer tipo de organização.

As organizações tipo tribal se repetem através da história da humanidade, apenas mudam a forma, e os rótulos, mas a maneira de atuar é mais sofisticada.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.
Qualquer questionamento sempre será bem recebido e respondido.

Postado em : Deus, Fé, Crenças, Religião e Política

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.