06º – Introspecção e Paz Profunda – O Caminho Autoconsciente I

06º – Introspecção e Paz Profunda – O Caminho Autoconsciente I

Introspecção e Paz Profunda

O Caminho Autoconsciente I

Com um pouco de atenção na introspecção e podemos perceber que muitos de nossos pensamentos não são do nosso verdadeiro EU. Muitas vezes os pensamentos invadem o espaço mental contra a vontade do nosso Consciente que logo trata de interferir. Também temos condição de perceber que o nosso EU pode mudar o rumo dos mesmos pensamentos pela ação da Vontade. Inteligência e Vontade são qualidades inerentes de nossa Consciência.

Igualmente as emoções a as nossas ações reflexas em relação ao meio ambiente, como mecanismo de sobrevivência, não são nosso verdadeiro EU. Podemos tomar consciência das emoções, tentar domina-las e dirigi-las e reagir como mais nos seja conveniente.

O nosso físico tem necessidades e exigências que podemos sentir e perceber, segurar ou ceder. Podemos submeter o físico à nossa vontade. Há ocasiões em que fraquejamos no poder da vontade, na relação “espírito-poder de ação”, mas temos a certeza de que o físico não é o nosso EU, antes o EU se arrepende muitas vezes das ações através do físico.

Assim cada qual pode concluir que o EU é algo superior ao físico, às emoções e aos pensamentos, e pode comanda-los. Se o EU habita e comanda um SER que obedece à lógica e ao bom senso, pode aceitar um Comportamento Ético, que dá para a consciência do mesmo um sentido espiritual, e isto é visto e considerado no Caminho Religioso.

Pode procurar e aceitar informações básicas no que é revelado e aceito como lógico racional e provável o que é denominado exotérico, bem como procurar e se interessar pelo que não é revelado de modo comum, o que seja esotérico, e isto é visto e considerado no Caminho Autoconsciente.

Como um suporte para o nosso EU, podemos buscar um desenvolvimento mental, aprendendo a usar a lógica estrita como moderadora do poder de imaginação.

Pensar de maneira lógica significa dar uma base correta para as nossas decisões e nossos atos. A Paz Profunda, resultante de pensar e agir de maneira eticamente correta abre caminho para a Contemplação Serena e esta favorece o desenvolvimento da Intuição.

A Intuição age através das emoções básicas. Diante de uma idéia, pensamento ou fato, a intuição sinaliza com uma emoção. Se a emoção, ou, sentimento for agradável é sinal de que estamos certos. É seguir em frente e aprender algo mais até que se sinta necessidade de mudança para melhor. Isto é ter Fé no que se faz, quando associado a um sentimento de paz, alegria e leveza de espírito.

Crença é tudo aquilo que terceiros querem que se acredite, enquanto que a Fé é algo que vem de dentro como fruto da intuição. Crença é algo que sempre vem de fora e aceitar depende de um estado de sugestibilidade.

Há muitas crenças e os Pregadores de uma crença usam emocionar os incautos para sugerir e ganhar adeptos. Todas as sugestões vêm carregadas de informações e os sugestionadores são repetidores que usam uma metralhadora intelectual alem de chavões bombásticos, não dando tempo para pensar.

Quem escolheu o caminho do Auto Conhecimento, escolheu o caminho o caminho da lógica, da racionalização, da análise. Diante das informações, pede tempo para pensar. Faz meditação em introspecção profunda e reflete.

A concentração, com reflexão, e meditação causa expansão de consciência e ajudam a fixar as qualidades que desejamos como seja a conotação de ideias e de pensamentos, que contribuam nas mudanças de caráter para melhor.

A conscientização das informações e a intuição a respeito do verdadeiro sentido das mesmas, bem como perceber a possível intenção nas proposições, somente ocorre quando o indivíduo faz introspecção com ordenação das idéias e analise dos pensamentos. Com isso o indivíduo experimenta. Das experiências com resultado eficiente ganha Conhecimento, o Autoconhecimento.

O caminho do autoconhecimento permite fazer mudanças de caráter, conscientes e progressivas. O meio mais simples para isso é fazer um retrospecto, lembrando-se dos acontecimentos da vida diária. Assim, é possível associar as imagens com o tipo de impressão ocasionada, bem como com o tipo de emoção causada naquele momento. Analisar o tipo de reação que aflorou, e o porquê das reações, avaliar como reagimos e o quanto reagimos, podem nos ajudar na busca do equilíbrio energético interior.

Também podemos fazer uma introspecção, e refletir cuidadosamente nas palavras que proferimos, nos gestos e nas atitudes com que nos dirigimos à terceiros, bem como as reações ocasionadas pelos nossos atos.

Em outras palavras, uma boa parte do autoconhecimento se estabelece no momento em que sentimos a harmonia que há, quando o SER Consciente usa o seu Poder de Ação de modo correto em relação ao Meio Ambiente.

A reação que sentimos diante de ofensas, injúrias e prejuízos causados, é hormonal e conseqüente de reflexos primários do Sistema Nervoso Límbico, porção primitiva do cérebro, que é desenvolvido nos animais vertebrados, mais evidente dos répteis ao homem.

Esse Sistema é responsável pelas reações de defesa necessárias para a sobrevivência e ocorrem antes mesmo que se tome consciência e se pondere a respeito do que está ocorrendo.

Qual dos tipos de adrenalina vai predominar? Para ataque, ou, para a fuga? – A programação ética dada pelo mestre Jesus, tal como: “Não resistais ao mau”, é uma ordem de Prudência e de Habilidade diante da força e do poder, afim de que o Justo e Reto tenha tempo de jogar com o “novo e o inesperado”. Poderá haver tempo para reflexão, e escolha da atitude mais adequada, menos lesivo a si próprio.

Reforçando – O Autoconhecimento, na prática, vem pelas experiências psíquicas, dentro e fora do corpo. Vem das Habilidades Psíquicas desenvolvidas que resultam em alterações de atitudes, dentro do corpo, e nas alterações resultantes da Projeção de Energia Fora do Corpo, que mostrem resultados coerentes com a Intenção com que a Energia foi Projetada.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.
Qualquer questionamento sempre será bem recebido e respondido.

Postado em : Introspecção e paz profunda

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.