Atividade Psíquica Além do Corpo – 03 – A Percepção vem pela Experiência

Atividade Psíquica Além do Corpo – 03 – A Percepção vem pela Experiência

Atividade Psíquica Além do Corpo

A Percepção Vem Pela Experiência

 

A percepção de que esta ação subjetiva é assim, só é possível para as pessoas que experimentam e quem experimenta sabe que essas ocorrências se dão na medida em que as pessoas estejam introspectivas, visualizando de modo concentrado um objeto. “O Reino dos Céus está dentro de vós” (J. C.), e “o poder vem de dentro” conforme ensinavam os Polinésios, há 9.000 anos a.C. O objeto a ser atuado pode ser de natureza mineral, vegetal, animal ou pessoa como testifica:- “A ele (homem) seja dado o poder sobre todas as criaturas”, segundo Gênesis 1: verso 26.

As alterações de energia projetada nos minerais, quando não são visíveis, são detectáveis por aparelho, mas são visíveis com o crescimento de cristais por influencia Mental. Nos vegetais as alterações são bem visíveis com o passar do tempo. Nos animais e nas pessoas as reações podem ser evidenciadas no momento da transferência. Nas pessoas podem ser conferidas perguntando-se a respeito do que sentiram e de como se sentem após a mesma transferência, a qual pode ser repetida até três vezes. Assim a nova “realidade” é enfocada pela Mente do projetor e reintegrada pela Consciência do receptor, depois de impressa no subconsciente.

Algumas pessoas percebem que essa ponte de energia de alta frequência projetada mentalmente em quarta dimensão e que liga o cérebro emissor ao objeto enfocado (Projeção Sensorial Efetiva, ou, PSE), permite colher dados e informações de modo subjetivo e de imediato (instantâneas), pois os campos de energia quântica entre pessoas devem organizar-se num processo de fluxo em dupla direção. Também permite desenvolver a habilidade de modificar a matéria, ou, o comportamento de um ser vivo com um simples enfoque mental, seja ele animal ou pessoa.

É como se o cérebro funcionasse, ora como um potente radar que emite ondas e recebe o reflexo, decodifica e diagnostica; ora funcionando como um aparelho emissor de raios laser que constrói, ou, destrói segundo a intenção. Os dois aspectos são controlados pela vontade e pela intenção e assim construímos ou destruímos a nós mesmos e aos outros, independentemente do espaço e do tempo. Em termos de mecânica quântica esse duplo fluxo de ondas de energia atua com velocidade acima à da luz (taquions). As ondas de energia podem ser harmônicas, ou, desarmônicas como é do conhecimento da Física.

Sempre é bom lembrar-se das instruções do Mestre Jesus, transcritas no Evangelho segundo João, Capitulo 14, v. 12:- “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim (nos meus ensinamentos), fará as obras que eu faço e as fará maiores do que estas”.

Seguir as recomendações do Mestre Jesus, sem se prender as interpretações místicas dos homens teóricos que não têm a prática, é estar a salvo da ignorância pelo conhecimento da verdade de como se fazem as ações nessa dimensão chamada de Reino Espiritual, Reino dos Céus, ou, o Além.

Quem sabe faz e dá de graça o que de graça recebeu. Quem não sabe fazer quer ensinar. Quem não faz e não ensina quer mandar e muitas vezes impede quem faz, de agir. Infelizmente esta última categoria se impõe pela sugestão e pela força no reino material, mas não tem valor no “reino espiritual”. “O meu Reino não é deste mundo”. JC.

As instruções do Senhor Jesus, segundo consta nos Evangelhos, estão em linguagem apropriada para sua época e, coincidem com conhecimentos que são anteriores a seu tempo histórico. Sob este ponto de vista, na essência, podemos estar todos interligados mentalmente, mesmo mantendo o conveniente isolamento físico, o qual mantém as diferenças dos níveis de percepção e de expressão da consciência individual.

Como o Senhor Jesus tinha conhecimento perfeito dessas ações e de seus efeitos, faz a recomendação das ações sempre com amor ao próximo, dentro dos conceitos de espiritualidade, pois os resultados benéficos podem depender da sintonia que ocorre entre harmônicos, mas não impedem os efeitos pretendidos entre desarmônicos. Só há duas forças básicas, o Amor e o Medo e são antagônicas.

Também Jesus afirmou “Deus é Espírito”. Se o Espírito (Consciência) de Deus nos deu o “Sopro da Vida”, então nós somos o próprio “Sopro de Deus”, que como uma onda de energia, é energia superior à energia quântica, pois em si traz a Consciência. Esta, a Consciência é atuante em um “vaso de barro”, para melhor entender o que está figurado no Capítulo I do Gênesis, somado ao conceito do apóstolo Paulo em 1ª Epístola aos Corintios, capítulo 3. Também, confirmada no Salmo 82, versículo 6.

A ideia de que temos origem divina e somos parte da divindade, é reforçado pelo Mestre Jesus o Cristo, conforme encontramos em João, capítulo 10, versículos 35 e 36:- “Sois Deuses, sois todos os filhos do altíssimo”… “No entanto, como homens morrerão…”, conforme está no Salmo anteriormente mencionado.

O físico, como é o vaso de barro, com a morte se desintegra, e “se quebra junto à fonte” (Eclesiastes 12: verso 6), O conteúdo, a Consciência como Espírito, permanece como energia. Pelos princípios da Física a energia não se perde no máximo se transforma, ou, se converte. É o princípio da eternidade relativa.

Esta concepção pode satisfazer as razões daqueles que acreditam que o homem foi objeto de uma criação especial, independentemente da evolução dos animais. Satisfaz também as razões daqueles que acreditam em um impulso especial no desenvolvimento do psiquismo durante a evolução de um animal ancestral em um momento da evolução dos seres vivos.

Sob o ponto de vista da investigação Científica, esta última suposição é mais plausível, pois o Homem encerra todos os genes de toda a escala evolutiva e alguns genes a mais. Os fundamentalistas criacionistas podem apaziguar a Consciência e se harmonizar, mudando a perspectiva e compreendendo a possibilidade de que esse foi o caminho escolhido por Deus para a criação do homem e evidenciado pela ciência. Nada melhor do que, manter a paz em nível psicológico, com um fundamento elaborado pela mente humana, mas que obedeça à lógica, à razoabilidade e à probabilidade de estar de acordo com a ciência desenvolvida nos dois últimos séculos.

Temos consciência de que existimos e de que somos uma Consciência que manifesta inteligência. Esta Consciência, como um quantum particular e limitado de energia, atua no plano material, fazendo enfoques mentais conscientes em nosso cérebro.

Todos nós somos limitados pela nossa capacidade de imaginação. Como há diferentes cérebros em termos estruturais e fisiológicos, há diferentes níveis de capacidade de imaginação nas diferentes pessoas. Como nós criamos tudo pela imaginação que, é o tipo de enfoque mental superior no humano quando equilibrado pela lógica e pela racionalidade, é pela mesma que podemos distinguir a capacidade de uma pessoa em relação à outra. Percebemos as informações que chegam subjetivamente como intuições através do mecanismo da imaginação, a qual é o ponto forte do Dom da Visão.

Lembremos que mente é o instrumento que a Inteligência Consciente usa para fazer enfoques. Assim imaginamos Deus como uma Consciência Infinita cuja Inteligência, por imagem e semelhança, atua por enfoques mentais. Nesse tipo de concepção, tudo o que há no Universo teria sido criado por enfoques mentais e as realidades pessoais também são o fruto de enfoques mentais que podem ocorrer em diferentes níveis de percepção.

Alguns homens descobriram de modo natural em um passado distante que, “a energia flui para onde o pensamento vai” e que o pensamento pode ir com energia para um destino certo através de um enfoque mental e mais ainda que, ela vai devido a Vontade de que essa energia vá. O resultado depende da Intenção com que a Consciência atua.

O enfoque mental, de preferência, se faz por uma imagem e isto está de acordo com os ensinamentos de Jesus, pois Ele afirma:- “não percais tempo em vãs repetições”, referindo-se Ele à verbalizações inúteis. A oração eficiente se faz por imagem que mostre um objetivo a ser alcançado de modo perfeito.

A Vontade se exerce mediante a Consciência de nível médio, que manifesta ser lógica, racional, analítica, com possível bom senso somado à espiritualidade (Espírito Santo).

O homem também descobriu que, algumas pessoas, talvez a maioria, estão felizes porque pensam que o que importa é somente a energia eletro-química que flui do cérebro até a ponta dos seus dedos, suas consequências eletromagnéticas como ações físico-químicas através da ação dos músculos sobre os ossos e das glândulas sobre a fisiologia dos órgãos. Assim são aquelas pessoas onde predomine a ação física e que não tenham experiências de projeção sensorial fora do corpo (PSE). Como elas pensam assim, assim é para essas pessoas, pois, o fluxo de energia flui até onde o pensamento o limita:- a ponta do próprio dedo. No entanto “A energia flui para onde o pensamento vai” de acordo com os Polinésios ancestrais e experiências atuais, e se o pensamento vai a 2.000 km, os colapsos de estado ocorrem a 2.000 km.

No nível mental e no nível chamado “espiritual”, ou, nível de ação psíquica para além do corpo, as pessoas estabelecem os seus próprios limites com as crenças que lhes tenham sido sugeridos nesse sentido e que tenham sido aceitas como verdade nesse tempo. Elas podem alterar seus limites de percepção quando aceitam instrução nesse sentido, mudando suas perspectivas e partindo para o autoconhecimento na medida em que fazem experiências próprias. Ninguém ensina autoconhecimento, no máximo se pode orientar para que outro o consiga.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.
Qualquer questionamento sempre será bem recebido e respondido.

Postado em : Psiquismo

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.