Aos Amigos da Filosofia Huna – 03

Aos Amigos da Filosofia Huna – 03

Aos Amigos da Filosofia Huna – III

Conforme já mencionamos anteriormente, há pelo menos 13.000 anos passados, a tradição oral havaiana mantinha um código de ética e alguns princípios a serem respeitados. O código de ética mencionava que todos devem ter o maior respeito ao Pai, o Espírito Paternal, ou, Protetor. Todos devem mudar padrões de comportamento e valores éticos (conversão?) e, praticar o amor compartilhado (amor ao próximo com reciprocidade).

Essas bases se repetem nos Evangelhos do Senhor Jesus, que, no entanto, sugere um tipo de amor incondicional. Levando em conta que nesse caso a palavra amor deveria ser substituída pela palavra respeito, por ser mais direta e objetiva, expressando um amor fraterno.

Acreditavam em um Deus supremo, incognoscível, inescrutável, insondável e, por essas qualidades supostas, e sendo inteligentes, não desenvolveram uma Teologia. Como desenvolver um estudo em relação ao que se considera Incognoscível, sem entrar na fantasia do imaginário?

Preocupavam-se com o melhoramento do Homem. Para isso apresentam princípios orientadores. Os princípios relevantes são quatro e cada um deles é representado por uma palavra.

IKE – Você cria a sua própria realidade com tudo aquilo que você acredita que é verdadeiro, tais como informações e suposições. As suas crenças determinam as suas atitudes e as suas condutas. Se as suas crenças são limitantes, você é limitado em suas ações por elas. Portanto livre-se da Ignorância e de crenças limitantes. Um conselho de alto nível considerando-se que tem mais do que 11.000 anos.

Kala - O seu Eu (Consciência) é ilimitado. Não há limites físicos para sua Consciência, nem em seu corpo físico, nem no espaço de seu ambiente, nem entre você e Deus. Os limites são físicos para a condição física, de tal modo que os limites são uma ilusão para quem não domina as ações no nível Mental. A Física atual considera a não localidade da Consciência, que se comporta, nesse sentido, como a Energia Quântica.

MakiaO Poder vem de dentro. Aquilo que a sua consciência constrói com a sua imaginação, forma um molde para trazer à sua vida a experiência mais próxima de seus pensamentos alimentados por sentimentos. (Magia?; Milagres?). O poder vem do reino dos céus (Milú), ou, de um lugar dentro da cabeça onde se processa a imaginação, daí ser conhecido também entre os africanos de língua Ioruba como Orum Mila, que afirmam que é um lugar dentro da cabeça, onde vivem os mortos, os Mitos, as Fadas e os Duendes.

Manawa – Mana em Ação. “O seu momento de Poder é agora”, a cada instante você muda o seu passado e planeja o seu futuro, pois você não está preso a nenhuma experiência do passado, e a nenhuma percepção de futuro. Todo futuro é apenas uma possibilidade e o que passou é apenas lembrança. Livre-se da procrastinação e das crenças limitantes.

O nível de Consciência das pessoas comuns permite que se relacionem com o meio ambiente e, tomem sentido das condições de seu físico para preservação pessoal. (IKE Papakahi).

Há um nível de Consciência mais profundo em que as pessoas tomam consciência de cada parte de seu corpo e, aprendem a direcionar a energia vital para essas partes. Com o tempo aprendem a direcionar energia por enfoque mental específico corrigindo problemas pessoais. Então é possível aprender a direcionar energia vital por enfoque mental para ajudar pessoas que necessitam, ou, influenciando o ambiente e o que há no mesmo. (IKE Papalua).

É este segundo nível que pretendemos que todos desenvolvam e atinjam neste primeiro encontro. Para tanto faremos os exercícios adequados para integração do Eu Médio com o Eu Básico. Vamos sugerir as ferramentas para desempenhar esse tipo de trabalho. Quando vocês adquirirem prática, desenvolverão ás suas próprias ferramentas.

O próximo passo é preparar os interessados para desenvolverem o nível de maior percepção psíquica, vidência, clarividência, IKE Papakolu. Ninguém muda a maneira de pensar antes que se decida a experimentar para obter os fenômenos que podem resultar das experiências eficientes, daí a recomendação de que sejam flexíveis, pois sempre há outra maneira de se pensar e de se fazer a mesma coisa.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista em Fisiologia (Bioenergética e Órgãos dos Sentidos) USP, 1955.
Qualquer questionamento sempre será bem recebido e respondido.

Postado em : Huna - Reflexões

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.