02º – Fé, Crença, Religião e Milagres – Religiosidade

02º – Fé, Crença, Religião e Milagres – Religiosidade

Fé, Crença, Religião e Milagres

Huna, Xamanismo, Habilidades Psíquicas e Fenômenos Resultantes

Religiosidade

Esse sentimento de que existam seres etéreos sem ligação com um corpo físico na dimensão energética do psiquismo e, com uma vida independente nesse nível, tido por alguns como sendo espiritual, gera a emoção de temor conhecida como Religiosidade. Com isso surgem todos os tipos de crenças e conceitos com ou sem fundamentos prováveis, os quais são no geral limitantes por suas normas e princípios gerados por uma liderança humana, que pode ignorar as informações de maior profundidade como são aquelas que são obtidas pela prática na experiência psíquica pessoal.

As emoções de qualquer tipo favorecem a geração de mais energia neurológica em um fenômeno de retro alimentação, e que pode ser mobilizada através dos nossos enfoques mentais (Makia), quando se sabe como fazer.  Também podem gerar estados alterados de consciência, produzindo alta sugestibilidade em indivíduos de temperamento e comportamento mais passivo.

Devemos considerar que, sendo a Consciência um campo de energia limitado, individual, e ligado ao corpo físico, funciona como uma Lei de integridade física, e assim sendo, a integridade do físico depende da integridade da Consciência, o que justifica a citação de Jesus: “O salário do pecado é a morte”. Por experiência pessoal, durante o sono profundo, o campo de energia Consciência pode deslocar-se no espaço de modo consciente, ou, inconsciente, e consequentemente pode ser visto e sentido por pessoas sensíveis, e principalmente, mas não necessariamente, se há afinidades. Durante o deslocamento no espaço, a Consciência se mantém ligada ao físico por uma alidade de energia, que como um fio, transmite a experiência de fora do corpo para o banco de memória, que pertence ao Aspecto da Consciência conhecido como Eu Base, ou, o que em psicologia é comparável ao Subconsciente. Quem escreveu o Eclesiastes sabia disso. Confira Ecl. 12:6.

Essa Energia Vital (Mana) que é gerada a partir de hidrólise enzimática do Trifosfato de Adenosina pode ficar em potencial, ou, pode ser projetada, dependendo da atitude e da habilidade psíquica desenvolvida através de enfoques mentais corretos. É por essa razão que há os ditos Xamânicos: “Todo poder emana de dentro” (Pono) e, “poder é conhecimento posto em ação” (Manawa). Todo momento de poder é o aqui e agora da energia de fundo emocional em ação por focalização mental consciente. A famosa “Via Cardíaca” é uma metáfora relacionada com as emoções que geram energia vital extra (Mana – Mana é energia em dobro e, Mana–Loa energia em alta voltagem), com alterações neurológicas e glandulares, e às vezes com batimentos cardíacos acelerados. Ainda no Ecl. 12:6, a Energia Vital (Mana) é comparada à água (i=água; iwú= fonte).

A energia vital pode ser projetada por enfoque mental Consciente, e o é por ser mentalmente modificada, agora com uma mais alta frequência vibratória, permitindo ligações de nossa Consciência com partes do Universo à distância; ligações do nosso Eu mais profundo, com outros Eus, outras Consciências Humanas, ou ainda, com outros níveis de frequências vibratórias mais baixas e conscientes, como ocorre evidentemente com animais; o mesmo é possível com plantas, e sempre podemos observar respostas objetivas. O enfoque mental com a matéria inanimada permite percepções (Ike Papakolu). Ações psíquicas podem dar resultados objetivos próximos, ou, à distância (IKE Papalua), ou ainda, é possível o domínio das duas coisas (IKE Papakahuna), pois o fluxo de energia no nível quântico sempre tem dois sentidos.

Há indivíduos (Consciências) que sabem como mobilizar a energia por enfoque mental, conforme o dito xamânico da Huna: -”A energia flui para onde o pensamento vai”. Alguns o fazem mesmo sem intenção (IKE Papakahi). Outros projetam energia intencionalmente por estar baseado em alguma percepção (IKE Papakolu), interferindo subjetivamente e mesmo mostrando resultados objetivamente (IKE Papalua).

Essas ações em função de energia mobilizada por enfoque mental consciente são vulgarmente denominadas “ações espirituais”, mas para ser mais preciso, são ações da Consciência, mobilizando a espuma quântica conhecida desde a antiguidade como espírito, ou, virtude. Assim sendo Espírito é a energia Vibratória da Consciência, e é de frequência vibratória superior à energia espírito, que é mobilizada por enfoque mental e é de nível quântico.

Há pessoas, que acreditam que a mobilização da energia por enfoque mental Consciente, seja um dom conferido e permitido por uma Divindade Transcendente, Inescrutável e Incognoscível. Há quem acredite que o dom se deve a que cada pessoa traga em si uma partícula da Divindade que representa o Todo e que, podem agir na dimensão do psiquismo à imagem e semelhança do Todo.  Há quem acredite que é necessária pureza de pensamentos para funcionar, mas também há quem não acredite em nada e funcione.

O Mestre Jesus afirmou aos seus discípulos:- “ora não direis vós que o Reino dos Céus está aqui ou ali, porque o Reino dos Céus está dentro de vós”. Ora se o TODO, tido como Deus, está no Reino dos Céus e o Reino dos Céus “está dentro de vós”, sou a habitação do “Espírito Santo”, Eu Superior, ou, Superconsciente, quando para isso “fazemos a morada” pela integração dos três aspectos da Consciência, quando então, “o Pai em mim opera as obras”. Estas idéias confirmam o dito Xamânico que, simplesmente afirma:- “Todo poder vem de dentro”.

Viver em Espírito Santo é viver de modo equilibrado por ser lógico racional e com evidente Bom Senso; sem ofensas, sem injúrias e sem prejuízos causados a terceiros. Assim sendo, segundo o Mestre Jesus, todos nós temos o “Dom da Divindade recebido de Deus”, conferindo no Salmo 82:6, e confirmado por Jesus em João- 10: v. 34, 35, 36, 37, 38.

A Consciência do homem como um campo de energia inteligente que exerce vontade, como um reflexo da Divindade, pode ser desenvolvido, tornando-se um indivíduo espiritualizado, ou, extinguindo o aspecto da Consciência conhecido como Eu Superior, e tornando-se um ”sepulcro caiado” pela iniquidade, segundo expressão do mestre Jesus.

Ou o indivíduo é Justo e Reto, Hábil e Prudente, Íntegro e Verdadeiro, integrando os três aspectos da Consciência, sentindo firmeza no Eu, ou é falso, hipócrita, mentiroso, soberbo e invejoso, integrando o consciente com o Eu base, ou seja, com manifestação do Ego. O livre arbítrio é a capacidade de escolha se há entendimento lógico, mas o maior Desafio do Homem é vencer o sentimento de Eu separado do Não Eu, ou seja, separado do Outro, e vencer a Ignorância pela busca do Esclarecimento.

À medida que o Homem evolui Espiritualmente, torna-se criativo, construtivo, honesto, puro, limpo e bom, estando bem de acordo com Filipenses 4: 8.

As diferentes maneiras como as pessoas interpretam As Palavras dos Livros Sagrados, e o modo como acreditam que seja a verdade, nisso constitui as suas Crenças, justificando-se assim a diversidade das crenças que é observada nos diferentes indivíduos. Resta avaliar qual a crença mais razoável e produtiva, pois “a eficácia é a medida da verdade”, ditado do xamanismo polinésio que é anterior e similar ao pronunciamento do Mestre Jesus: “pelos frutos os conhecereis”. Sempre é bom lembrar que os “frutos” se referem aos resultados das atitudes e ações consequentes.

Aquilo que você acredita que é verdade, é verdade para você, e, a sua verdade é a sua Realidade Pessoal. Somente os resultados das experiências e o tempo mostram a relatividade das verdades pessoais. O Amor Compartilhado leva a um ajuste de realidades pessoais entre pessoas diferentes e com harmonia.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.

Postado em : Fenômenos Psíquicos e Tecnologia Atual

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.