02º – Deus e a Consciência dos Homens

02º – Deus e a Consciência dos Homens

Deus e a Consciência do Homem – II

A Psicologia Moderna reconhece três aspectos no Self, ou, no Eu como Consciência. O nível Consciente da Consciência, o nível Subconsciente, ou, banco de memória física, e o Superconsciente, ou, o aspecto da Consciência que pode estar ligado a diferentes níveis de frequência vibratória, que estão além das frequências vibratórias conhecidas por serem detectadas e mensuradas e tidas como sendo da terceira dimensão.

A Linguagem conhecida através da tradição oral dos havaianos e polinésios dá uma ideia mais gráfica da questão. Segundo eles, nossa Consciência tem três aspectos:

1-    Um Eu Básico, com Campo de energia próprio, que em determinadas circunstâncias assume o comando do físico. Esse Eu básico é o aspecto da Consciência que está relacionado com o físico e suas funções fisiológicas, com as ações reflexas automáticas de sobrevivência, onde entram secreções glandulares e movimentos reflexos diante de estímulos visuais, auditivos ou tácteis. O Banco de Memória, ou, Subconsciente da Psicologia Moderna, pertence ao domínio do Eu Básico, nas ações em que o nível Consciente da Consciência esteja “desligado” do Sistema por Hipnose.

2-    Um Eu Superior, que é a parte do Self que pode se ligar com o Universo de Informações existente no Cosmo, e que permite participar da onisciência, mesmo que parcial e limitada. Corresponde ao Superconsciente.

3-    Um Eu Médio, que recebe esse nome por intermediar os outros dois, tendo Consciência da existência deles, e ter a capacidade de influir sobre o funcionamento dos outros dois aspectos, direcionando o Nível Consciente da Consciência para eles. O Eu Médio corresponde ao nível Consciente da Consciência.

São Três Campos de Energia distintos que devem ser Integrados para que a Consciência seja “salva” como Alma. Dá-se o nome de Alma para uma Consciência Íntegra e Integrada com todas as qualidades e Informações registradas durante a vida terrena.

 

*Eu Superior ou Supraconsciente.
*Eu Médio (Consciente)
*Eu Básico, tem o Subconsciente.

De início, nas crianças menores do que quatro anos, predominam as imagens associadas com os sentimentos. Dos quatro aos sete anos predomina a fixação de ideias associadas à linguagem que deve se desenvolver bem até os sete anos, bem como a inteligência dos movimentos e as intuições.

Com a escolaridade há o exercício de fixação de dados e informações, memorização e lembranças, resultando da progressiva integração do Consciente no Subconsciente, ou, melhor dizendo, a integração do Eu Médio com o Eu Básico, estruturando a personalidade e reforçando o Ego. A partir dos 14 anos já deve estar instalada a noção do que seja lógico e razoável, e da probabilidade de algum fato ser provável, pouco provável e mesmo improvável. Esse conjunto leva ao desenvolvimento do Bom Senso.

O amadurecimento físico se dá aos 21 anos, e o amadurecimento mental pode se dar até os 28 anos, pois até essa idade funciona a memória lábil com todo o potencial. Depois dos 28 anos a memória lábil decai progressivamente, e a não ser que haja exercício continuado, a memória lábil é zero aos 60 anos.

A memória permanente depende de interesse e de reforço dos pontos de referência por pelo menos três anos de repetições de dados e informações, bem como de regras, de cálculos e fórmulas.

Depois de um reforço de Ego, com uma perfeita integração do Eu Médio com o Eu Básico, se instala o autodomínio por enfoque mental adequado. Autodomínio ou controle mental pessoal permite estabelecer condicionamentos que favorecem a saúde e o bem estar, com os relaxamentos autocontrolado por condicionamentos do tipo reflexos condicionados por associações neurológicas.

Um próximo passo para o autoconhecimento é vencer as barreiras psicológicas causadas por impressões da consciência no subconsciente, causadas por stress relativo a mau relacionamento com os semelhantes. Os mais contundentes são ofensas, injúrias, e prejuízos causados a terceiros, os quais exigem uma posterior instalação de “softs” de amortecedores psicológicos. (perdão dos “pecados”).

Vencida essa etapa, O Consciente passa a ter livre trânsito pelo subconsciente, e assim, ultrapassando as barreiras, faz contato com o Supraconsciente, mantendo os três Eus Integrados e possibilitando atingir outros níveis de Consciência denominados superiores, e ou espirituais, pois estará em sintonia com o Espírito Santo de Deus.

Com oportunidade de fazer enfoques mentais adequados em diferentes níveis de frequência vibratória da Energia Espírito, a Consciência do Homem pode atuar em quatro Níveis de Consciência, mobilizando energia de pelo menos três Dimensões de frequências vibratórias da Escala de Energia do Universo.

Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel em História Natural (todas as Disciplinas Biológicas e Geológicas), Licenciado, Especialista. USP, 1955.
Qualquer questionamento sempre será bem recebido e respondido.

Postado em : Deus e a Consciência dos Homens

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.