02º – A Hipnose e a Fisiologia Moderna

02º – A Hipnose e a Fisiologia Moderna

 02º – A Hipnose e a Fisiologia Moderna

PULSAÇÃO CEREBRAL, ESTADO MENTAL E ENERGIA

          Cada uma dos milhões de células que constituem o Sistema Nervoso funciona a custa de reações químicas vitais, as quais absorvem e liberam energia. São ao todo cerca de 5.000 reações químicas vitais concomitantes, controladas por enzimas e hormônios.

          A principal característica das células nervosas e musculares é a conversão de energia química em eletricidade. Cada neurônio produz uma corrente eletroquímica que estimula periodicamente as células de uma glândula ou as células de um músculo. O ritmo de pulsação nessa corrente eletroquímica varia de acordo com a atividade da área do cérebro.

          As pulsações poderão ir de 0,5 pulsos por segundo, ou melhor, um pulso a cada 2 segundos, até 60 pulsos por segundo. Em outras palavras de 0,5 ciclos/seg. até 60 ciclos/seg. que também se diz 60 Hertz. Quando dormimos predominam pulsações de 0,5 Hertz até 4 Hertz, que são denominados pulsos Delta. A energia existente é de 10 até 50 microvolts.

          A faixa de pulsação de 4 até 7 ciclos /seg. recebe o nome de pulsos Teta, e a energia manifesta é de 250, 380, e até 2.500 microvolts em paranormais.  A predominância desses pulsos Teta se dá em situações de improviso, criatividade, emoções e em estado de hipnose ou autohipnose induzida por automatismos, ou ainda sob o efeito de neuroquímicos.

          Quando há predominância de pulsos Alfa e Tetha, há maior facilidade de acessar o subconsciente para uma programação mais forte, melhorando as gravações de memória. Também facilita os enfoques mentais que a Consciência faz no banco de dados e informações do subconsciente, proporcionando a lembrança de fatos passados ha muito tempo, bem como vivenciar situações do passado. Nisto se baseia a hipnoterapia moderna.

          A faixa de pulsos de 7 ciclos/seg. até 14 ciclos/seg. denomina-se Alfa e o nível de energia está ao redor de 100 microvolts. A predominância deste tipo de pulsação é típica em crianças na faixa dos 8 aos 12 anos de idade. Nessa faixa de pulsação a visualização e a imaginação são facilitadas, na criança como no adulto.

          A diferença está em que no adulto a imaginação obedece a um sentido lógico, racional, e mostra bom senso. É evidente que, há pessoas com idade cronológica de adulto, porém com imaginação e atitudes fantasiosas, que estão longe do que seria lógico e razoável.

          Uma boa medida para testar o amadurecimento psicológico, em termos de antropologia, é verificar o quanto o indivíduo consegue conviver com as incertezas.

          Pessoas imaturas e infantis estão sempre procurando explicações que sirvam de suporte para a sua insegurança. Sempre poderão encontrar alguém que saiba dizer coisas subjetivas bonitas, de maneira lógica, até razoável, se bem que pouco prováveis, e na maior parte das vezes, a troco de coisas mais concretas como dinheiro, pago, doado, ou contribuído. Às vezes automóvel ou alguma outra propriedade imóvel.

          Na medida em que o indivíduo amadurece, a pulsação predominante quando acordado e voltado para o meio exterior, é ao redor de 21 ciclos/seg e é denominada pulsação Beta. O nível de energia é de 50 micro-volts e há lucidez e autocontrole.

          Se houver motivo para tensão, ansiedade ou medo, a pulsação dos neurônios aumenta e o nível de energia disponível decresce progressivamente para 40, 30, 20, e até 10 microvolts. Quando ao nível de 10 microvolts a pulsação atinge os 60 ciclos/seg. ou mais, a pessoa desmaia.

          Inversamente se o indivíduo sob uma tensão e ansiedade, enfocar mentalmente algo que saiba de cor e salteado, como uma canção, uma poesia ou uma prece, que constituam enfoques mentais neutros, a pulsação diminui e o nível de energia aumenta. A tranquilidade pode voltar e a imaginação, agora controlada pelo nível consciente, ajuda a resolver o problema ou a situação.

          É comum que uma pessoa que esteja fazendo uma prece, se surpreenda no meio da oração com imagens e lembranças de coisas do dia a dia. Nesse ponto há predominância de pulsos Alpha com 10 a 13 ciclos/seg. É como que se abrisse o banco de memória e as coisas que preocupam, ou, preocuparam anteriormente e não foram resolvidas vem à tona. Com a imaginação controlada sem nervosismos a pessoa pode encontrar a solução possível para os seus problemas. Por essa razão é comum ouvir dizer que alguém estava em oração e recebeu a resposta a seus anseios.

          Quando a pessoa é tensa e ansiosa e não consegue se descontrair com preces e com música, com o relaxamento induzido e com sugestões que orientem os enfoques adequados no Banco de Memória, os hipnoterapeutas conseguem que essas pessoas resolvam suas neuroses simplesmente relaxando. Com o relaxamento, os pacientes assumem o controle consciente dos impulsos do subconsciente.

          Geralmente os maiores problemas foram fixações na fase infantil, até quatro anos de idade e dos quais não se tenha lembrança.

          Também podemos considerar as fixações negativas ocorridas dos quatro aos sete anos, associadas a sentimentos relativos ao medo e à raiva, e emoções associadas ao ódio. As lembranças associadas aos processos de racionalização incipientes a partir dos sete anos de idade até os 14 anos são de acesso mais fácil no subconsciente. Alberto Barbosa Pinto Dias, Bacharel, Licenciado, Especialista em Biologia, USP 1955.

Postado em : Fisiologia , Hipnose

2 Comentários


    • Antonio Augusto Galvão de Araujo
    • maio 29, 2017
    • Responder
    • Cancelar resposta

    Quanto mais intensa for as sinapses, mais dificuldades teremos em concatenar as idéias, soluções, saídas para o problema.

      • Alberto Barbosa Pinto Dias
      • fevereiro 11, 2018
      • Responder
      • Cancelar resposta

      creio que seja ao contrário disso, a menos que a palavra intensa tenha outro significado para v.s.

Deixe sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

.